Arquivo

Março 2008

Posts em Março 2008.

Livros!

MÚSICA DO DIA: HALF A PERSON – SMITHS

Livros!

Vamos falar em leituras?
Há umas duas semanas, comecei a ler este livro aqui:

O Ultimo Templário

E não está caro:
R$ 29,50 no Submarino

Quatro homens mascarados montados a cavalo, vestidos como Cavaleiros /Templários, irrompem na noite de gala de inauguração de uma exposição do Vaticano no Museu Metropolitan e roubam um misterioso decodificador medieval, lançando o agente do FBI Reilly e a arqueóloga Tess Chaykin numa corrida mortal por três continentes em busca do local final de descanso do Templo do Falcão e a perturbadora verdade sobre a sua carga.

É um livro bem interessante.
A trama que é totalmente policial lembra bastante “O Código da Vinci”, que por sinal, foi um livro que gostei bastante tbm, mesmo com as suas milhões de críticas e polêmicas. Além do que, A-M-O de paixão todas essas histórias que envolvem os Templários, Graal, Cruzadas e afins…
Caso alguém se interessar, eu recomendo, pois é uma boa leitura.

Há outros livros que eu fico cobiçando cada vez que eu piso em alguma livraria e que quero ler ainda para esse ano, ambos são trilogias de Bernard Cornwell – o mesmo que escreveu “As Crônicas de Artur” e que diga-se de passagem é um dos meus livros favoritos.
Uma das trilogias é essa aqui: “A Busca do Graal” – (O Arqueiro/ O Andarilho/ O Herege).

Achei os três livros na Nobel, porém, o preço está um pouquinho salgado.

A outra trilogia – dele tbm, é essa aqui: “Crônicas Saxônicas” – (O Ultimo Reino/ O Cavaleiro da Morte/ Os Senhores do Norte).

Que tbm está na Nobel por um preço salgadinho.
Poderia até recorrer para os Ebooks, como já tentei algumas vezes, mas quem disse que eu consigo ler pelo computador?
Não tem graça. Não consigo. Não dá.
Gosto de ter o livro nas minhas mãos, folhear as páginas (a-do-ro) e sentir aquele cheirinho (dependendo do livro) de papel novo.
E acreditem se quiserem: trocaria fácil o novo cd da Madonna que ainda está para ser lançado aqui no Brasil, por qualquer um desses livros!

* E não estou ficando louca!

computer + filme + livro

MÚSICA DO DIA: 29 PALMS – ROBERT PLANT

computer + filme + livro

Vou lhes dizer uma coisa:

Eu realmente perco a paciência quando meu computador resolve não mais colaborar com a minha pessoa. Ontem foi a vez do antivírus dar xabú em tudo por aqui, e são nessas horas de (in)paciência que eu agradeço a experiência que adquiri quando eu trabalhei na saudosa AOL.
Pelo menos no quesito conhecimento eu não sou nenhuma sabe-tudo, mas me viro o suficiente a ponto de resolver algumas coisas sozinha e sem precisar levar na assistência técnica.

Enfim, assistimos esse filme aqui no final de semana:

1408

Sinopse
Um promissor romancista, Mike Enslin (John Cusack), resolveu enveredar por outro caminho e escrever livros que investiguem fenômenos paranormais. Enslin nunca presenciou realmente algum destes fatos, então fica difícil obter credibilidade. Além do mais Mike é totalmente cético, pois até hoje não encontrou evidências de que exista vida após a morte. No entanto decide ir até Nova York e se hospedar no Dolphin Hotel, mais exatamente no quarto 1408, que tem fama de ser habitado por espíritos malignos. O gerente do hotel, Gerald Olin (Samuel L. Jackson), o avisa que 56 mortes já ocorreram neste quarto, mas Mike está decidido a conferir se sua fama está condizente com a verdade.

Embora os últimos 20 minutos sejam um pouco parados, gostei bastante.

Ah… E mediante ao meu vício misturado com a minha aguçada curiosidade eu informo que já estou no 5º episódio de Lost e puxa vida…

O que dizer?
Tá foda!
Não, melhor…
MUITO foda!

Contudo, como não é só de tevê que eu vivo, terminei de ler esse livro aqui:

Eu Sou o Mensageiro

Ed Kennedy. Dezenove anos. Um perdedor.
Seu emprego: taxista. Sua filiação: um pai morto pela birita e uma mãe amarga, ranzinza. Sua companhia constante: um cachorro fedorento e um punhado de amigos fracassados.
Sua missão: algo de muito importante, com o potencial de mudar algumas vidas. Por quê? Determinado por quem? Isso nem ele sabe.
Markus Zusak, autor do best-seller A Menina que Roubava Livros, nos fornece essas respostas bem aos poucos neste incomum romance de suspense, escrito antes do seu maior sucesso.
O que se sabe é que Ed, um dia, teve a coragem de impedir um assalto a banco. E que, um pouco depois disso, começou a receber cartas anônimas. O conteúdo: invariavelmente, uma carta de baralho, um ou mais endereços e… só. Fazer o que nesses lugares? Procurar quem? Isso ele só saberá se for. Se tentar descobrir. E, com o misto de destemor e resignação dos mais clássicos anti-heróis, daqueles que sabem não ter mesmo nada a perder nesse mundo, é o que ele faz.
Ed conhecerá novas pessoas nessa jornada. Conhecerá melhor algumas pessoas nem tão novas assim. Mas, acima de tudo, a sua missão é de autoconhecimento. Ao final dela, ele entenderá melhor seu potencial no mundo e em que consiste ser um mensageiro.

E como já mencionado acima, é do mesmo autor de “A Menina que Roubava Livros”, não é tão maravilhoso quanto, mas é uma ótima leitura.

Volto depois.

Juliana Esgalha Post por