Arquivo

2010

Posts em 2010.

Querido pra cachorro

Querido pra cachorro

Eu sempre digo aqui a minha paixão imensurável por animais, especialmente os cachorros! Mas fazia um tempo que eu não dedicava um post inteiro ao Ozzy – meu fiel amigo de 4 patas e o furacão oficial da casa, (embora ele apareça sempre nos queridinhos da semana).

Ozzy não é muito fã de fazer fotos, eu não sei se isso é por conta de uma certa timidez diante das lentes ou se ele faz isso pra me provocar, uma vez que, ele SABE que eu adoro tirar fotos e que sou a paparazzo da vida dele.

Anyway… Fiz umas fotinhas essa semana pelo IPhone e resolvi compartilhar um Momento Ozzy com vocês, (atenção: as imagens contém overdoses de fofura):


Ele nota o meu esforço em querer tirar uma foto e justamente por isso, nem olha na minha cara, sem contar que metade do sofá é só dele!


Aí eu chamo: “Ozzynho, olha pra mamãe” e o que ele faz? Vira mais a cara, agora com um ar de “desculpa, sou muito tímido”. Tá, quem vê pensa…


E não mais que de repente, Ozzy resolve fazer uma das coisas que mais gosta: DORMIR! E claro, me ignorar completamente. Safadeeeenho!!!


Mais um bônus:


Esse é dos momentos em que a gente brinca: “ué, aonde está o Ozzy?” que é quando eu chego no prédio da minha mãe e posso soltá-lo da coleira à vontade, lá tem um bom espaço pra ele correr e é o que Ozzy faz – sai correndo na nossa frente e se esconde, – alí naquele canto da porta, então eu faço de conta que estou procurando e quando apareço ele faz a maior festa, tudo bem que esse é o único e sempre o mesmo esconderijo dele, mas a brincadeira é sempre divertida!

Próximas Leituras

Próximas Leituras

É triste dizer uma coisa dessas, mas ando meio devagar com as minhas leituras. Atualmente estou lendo o segundo livro das Crônicas Saxônicas – O Cavaleiro da Morte (de Bernard Cornwell), mas já era pra eu ter passado da metade, porém cheguei me arrastando no segundo capítulo ontem… Mas defendo desde já que a culpa não é do livro não, que apesar de ter ficado um pouco morno nesse volume, a história ainda assim continua muito boa, mas é que ando com tanto sono ultimamente que quando eu deito na cama e pisco, já amanheceu um novo dia.

Anyway… Acontece que depois das Crônicas, vou dar uma pequena pausa e ler esses dois aqui (ou um deles):


Queimada é o sétimo livro da série House Of Night e já falei sobre eles aqui no Blog. Segundo as autoras – PC e Kristin Cast, a saga será contada em 12 (doooozeee) livros e pelo jeito ainda tem muita história pra rolar. Pelo que andei lendo House of Night irá para as telas do cinema, os direitos da série foram comprados pela Empire Pictures e o roteiro que foi escrito por Kent Dalian já está pronto. Eu só não sei como vão adaptar 12 livros pro cinema, mas enfim… É uma história que apesar de ter um contexto adolescente (bom, Harry Potter também tem) é bem dinâmico e envolvente, daquele tipo de história que quando você começa a ler não consegue mais parar.

O segundo livro é O Morro dos Ventos Uivantes e, é um livro que eu sempre quis ler, mas confesso que só me interessei mais depois das várias citações dele na saga Twilight entre os diálogos de Bella e Edward. É, ué… EHEHEHEHEHE. Dizem que é considerada a história de amor mais bela, enigmática e violenta da literatura. Escrito em 1847 pela poetisa e escritora Emily Brontë, o livro foi a sua única obra e virou um clássico da literatura inglesa. Infelizmente, Emily morreu no ano seguinte e não pode ver todo o sucesso de O Morro dos Ventos Uivantes acontecer.

Instagram

Instagram

Essa vida nova de IPhone está me permitindo fazer parte de um novo mundo deveras abrangente quando o assunto são os aplicativos, já baixei alguns bastante conhecidos e práticos, mas os que eu gosto mesmo são os de fotos… Tenho o Photoshop (Ps Express), o Retrocamera, o Camerabag e essa semana, a minha amiga Rô – que também está conhecendo esse mundo, me indicou o Instagram e que eu já viciei tipo assim… Logo de cara! #aloka


Quem já tem IPhone há um tempo (eu acho que esse aplicativo só tem para Iphone, ACHO. Me digam se tiver para Android) e gosta de fotos, possivelmente já deve conhecer esse aplicativo, então, acho que não é bem uma novidade. Retifico: Pelo que andei lendo, ele é NOVO, sim! O Instagram é um aplicativo super fácil de usar com um passo a passo bem intuitivo, a idéia dele é como se fosse uma rede social de fotos que tecnicamente funciona como no Twitter: você segue as pessoas e elas te seguem também, além de ter uma “tag” com as fotos mais populares e gostando da imagem você pode “curtir” clicando em “I like It” ou até mesmo, caso queira, deixar um comentário para o dono, elogiando a foto e tals.

Para divulgar suas fotos, o processo é bem simples e além de você poder colocar uma localidade, também pode adicionar um pequeno título e legenda antes de publicar, além é claro de poder dar efeitos na foto (são 10 tipos diferentes) que na minha opinião é a parte mais divertida disso tudo, pois são efeitos simples, mas de fato! – extremamente bonitos e que sinceramente eu achei bem mais interessante que os efeitos do Photoshop para IPhone.

Não bastando você pode também publicar as fotos em redes sociais da qual faz parte, até o momento estão disponíveis para Twitter, Flickr, Facebook, Foursquare e Tumblr e, como ontem mesmo eu mudei minha conta do Flickr para uma Pro, já montei um álbum com o título de IPhone, exclusivamente para essas fotos do Instagram, ele ainda está pequeno, mas logo irá crescer, vejam algumas:

Já tem o Instagram? Me procura lá por Jubalinha. =D

Filme: Chico Xavier

Filme: Chico Xavier

Esse mês o canal Telecine está passando o filme do Chico Xavier!! Não me interessei em ver quando estava no cinema, mas ontem eu resolvi assistir.

Genthy, o filme é emocionante!

Eu não sou praticante de nenhuma religião, acredito sim em Deus, mas em muitos aspectos sempre gostei e me identifico muito do espiritismo. O filme conta toda a trajetória da vida de Chico e dos caminhos que ele precisou seguir e descobrir para aprender a lidar com esse dom espírita (que ele já tinha desde muito criança) e que conseqüentemente ajudou muita gente!


Matheus Costa que faz o Chico Xavier criança, Ângelo Antonio que faz o Chico jovem e Nélson Xavier que faz o Chico já envelhecido (ficou completamente idêntico) deram um show de interpretação na história e acho isso bárbaro, porque é por aí que você descobre o que é um ator de verdade! O filme tem uma história emocionante (chorei muito) que mistura fé, humildade, (des)crença, sabedoria e até algumas dosagens de humor por parte do guia espiritual de Chico Xavier.


Cinema brasileiro de um bom tempo pra cá vem me surpreendendo de uma maneira bem positiva e com certeza esse é um filme que vale a pena assistir. Recomendo! =)