Arquivo

agosto 2012

Posts em agosto 2012.

Minha nova vida ‘acadêmica’

Minha nova vida ‘acadêmica’

Já tem alguns meses que comecei a fazer academia… Comecei com dois amigos que estavam no meu pé pra eu entrar junto e aí depois de muito tempo, me juntei a eles. Fiz por algumas semanas e depois resolvi fazer um check up geral da minha saúde pra poder dar continuidade – mais pra desencargo de consciência mesmo, uma vez que, com os probleminhas emocionais de ansiedade que tive no ano passado, minha pressão arterial deu uma leve alterada, então eu quis me certificar por A + B que estava tudo bem comigo. E estou. Exames sangue, cardiológicos, check up geral: estou com a saúde tão perfeita que o médico disse que se eu quisesse poderia até correr uma maratona AHUEAHUAEAHUEAHUE. (não, não quero não).


Aí logo no começo dessa semana eu voltei com tudo, porém comecei a fazer de manhã. Um dos amigos acabou se mudando pra outra academia (porque lá tem os exercícios aeróbicos que ele gosta) e até tentou me arrastar junto, mas pra quem como eu ainda está começando, aonde estou já está de bom tamanho… E o outro amigo está indo à noite. Resolvi fazer de manhã porque além de não ter quase ninguém, sinto que o dia depois rende muito mais e até passa mais rápido, eu diria (mesmo eu estando toda dolorida ahauhauahauahau), tenho mais pique do que se tivesse que ir à noite (mesmo com a tentação de querer voltar pra cama de manhã) e consequentemente à noite eu durmo muito, muito melhor. O que também me motivou muito são os posts que a Dai escreve no TPM sobre os treinos e exercícios que ela faz. Há duas semanas fiz uma dietinha básica e pra quem no ano passado nessa mesma época estava vestindo 38 quase chegando nos 40, hoje eu fico feliz quando fecho o botão da minha calça surrada, mas há muito tempo guardada de numero 36.


Faço 30 minutos de esteira (naquele pique de trote, quase correndo), bicicleta, exercícios pros braços, pernas, bunda e claro – pra tão indesejada barriguinha. Meu treino dura mais ou menos umas 2 horas, tomo banho por lá mesmo (o chuveiro da academia é óóóteeemo – bem que o Junior falou), venho pra ótica e tomo meu café da manhã: duas cream crakers com Nutella (eu mereço, tsá?) e um copo de leite com café e adoçante. No almoço como muita salada, carne e um pouquinho de carboidrato só pra não ficar sem ou ficar na vontade. Nessas refeições bebo água, chá gelado ou um suco, pois os refrigerantes eu cortei há mais de dois anos. Se à tarde me dá um pouco de fome eu como uma barra de cereal ou uma barrinha daquelas de goiabinha que tem menos calorias que a de cereal (e ainda acho mais gostoso) ou um rolinho de queijo mussarela com presunto. Em casa, na janta estamos cortando o carboidrato e comendo uma salada de folhas generosa com atum e queijo e de mistura algum tipo de carne. Sem carne eu realmente não consigo ficar. De sobremesa avançamos na gelatina diet e às vezes eu me permito um pedacinho de chocolate, porque na boaaaaa eu sou humana, mulher e doente por chocolates ahauahauahauha.


Infelizmente não sou de comer frutas, mas agora juntando a academia e com hábitos alimentares melhores minha saúde que já está boa, vai ficar melhor ainda (e a vida também vai muito bem, obrigado). Acho que quando a gente chega numa certa idade (eu, por exemplo, que já estou na casa dos 3.3) é mais do que necessário ter hábitos alimentares saudáveis (é claro que escorregar um pouco de vez em quando pode porque ninguém é de ferro), se possível praticar algum exercício físico (nem que se for apenas uma caminhada) e cuidar mesmo da nossa saúde porque da nossa vida já tem tanta gente querendo cuidar, néam?

Espero que esse pique, somado com a minha força de vontade e o gostinho que estou pegando pela coisa continue por tempo indeterminado, pois faz bem pro corpo, pra pele, mas principalmente pra cabeça e pro espírito. 🙂

Os Colegas de Anne Frank

Os Colegas de Anne Frank

Neste ultimo domingo o Fantástico mostrou uma reportagem muito interessante de uma senhora que mora aqui no Brasil e que foi amiga de Anne Frank. Quem me acompanha aqui sabe que já li alguns livros sobre a Segunda Guerra Mundial assim como assisti vários filmes, documentários e a história de Anne Frank (tanto no livro como no filme que falei sobre ele aqui), que é claro que está entre tudo isso!

Dessa vez tenho que parabenizar o jornalista Marcelo Canellas que conseguiu no Fantástico fazer uma matéria com mais de 5 minutos e muito interessante de se assistir… Eu que já li alguns livros, assisti a vários filmes e que visitei, inclusive, um campo de concentração na nossa viagem do ano passado, me emocionei muito durante essa reportagem…

Tantos anos já se passaram, mas é estranho como tudo ainda parece tão recente. Na entrevista a senhora Nanette Konig – foi amiga de Anne Frank, estudou com ela e estava inclusive no aniversário de 13 anos de Anne – dia em que ela ganhou o diário e que anos mais tarde se transformaria no livro que até hoje é o mais traduzido no mundo. Não vou ficar aqui detalhando tudo, porque né… É mais interessante assistir:


Nanette e mais 5 amigos que foram amigos de Anne Frank se reuniram e Theo Coster escreveu o livro: ‘Os Colegas de Anne Frank’ – livro que é citado na reportagem e que conta a história dos judeus sobreviventes que estudaram na mesma sala de aula que ela, contada por eles mesmos. Histórias diferentes de durante e do pós-guerra e a relação e lembranças que cada um tem de Anne Frank…


By the way, o livro tem pra vender na Saraiva por R$ 25,40.

TOP 5: Bases!

TOP 5: Bases!

Faz tempo que estou prometendo esse post porque assim como em outros blogs, resenhas desse tipo servem como dicas valiosas pra gente, ainda mais se tratando de base que pelo menos pra mim é um item indispensável na maquiagem. Fiz uma lista pequena com as TOP 5 que mais gosto e uso, espero que ajudem vocês também porque base cada uma prefere com um acabamento diferente. Eu gosto das que tenham uma maior cobertura, mas sem pesar demais. Mesmo assim vocês irão ver nessa lista que tem uma mais aquosa também:


Teint Miracle da Lancôme – De todas é a minha preferida!! O acabamento dela é perfeito. Nada muito pesado, mas também nada muito leve! Lembro que comprei a Teint Miracle na Sephora de Milão quando viajamos no ano passado, mas a anta da vendedora acabou pegando uma cor mais escura que o meu tom de pele e eu só vi à noite quando já estávamos no hotel. Acabei vendendo a minha pra uma amiga que deu certinho a cor da base com o tom de pele dela e acabei comprando uma outra (dessa vez com a minha cor certa) no site da Roana. Mas então… Não tem cheiro, rende bastante, não deixa a pele oleosa, tem uma gama de cores enorme e até nesses dias de inverno que estão um pouco mais quentes, ela não transfere. Resumindo: o acabamento dela é PERFEITO!!!! Aqui o preço da Teint Miracle é uma facada no rim, portanto, recomendo a compra no site da Roana!

Pro Longwear da M.A.C – Essa linha da M.A.C é muito boa. Tenho alguns batons, um corretivo e resolvi testar a base também! O meu tom é o NW20, exatamente a cor da minha pele. É uma base mais pesada por assim dizer, portanto, uso ela quando vou pra algum lugar durante à noite. Assim como o corretivo ela seca bem rápido, transfere um pouquinho, mas a durabilidade é ótima!!!

Mary Kay Matte-Wear – Essa eu conheci naquele evento da MK que a Mônica fez comigo e algumas meninas. Essa base é muito legal porque ela age como uma máscara de argila que ajuda a controlar o excesso de oleosidade e o brilho da pele durante todo o dia. Tem vitaminas, minerais na sua formulação então funciona como uma base de tratamento também. Deixa a pele bem sequinha!

DiorSkyn Nude – Eu não me lembro, mas acho que essa base eu comprei no Brigitte’s Boutique e na época paguei muito barato. Essa é pra uma base bem mais leve que como o nome já diz é pra deixar um acabamento mais natural na pele, portanto se você precisa de uma base pra cobrir imperfeições a DiorSkin não é a mais indicada. Segundo informações essa base possui 40% de água mineral o que dá aquele acabamento suave, de pele hidratada. Esse é boa pra usar naqueles dias mais quentes que você precisa de uma base, mas não quer nada muito pesado.

Healthy Mix da Bourjois – Essa eu também comprei quando viajamos e paguei 8 libras nela! Sempre gostei dos produtos da Bourjois, principalmente das bases! A Healthy Mix na sua composição tem pêssego (para dar brilho), gengibre (para energizar) e maçã (para os efeitos antioxidantes). Promete uma durabilidade de 16 horas, mas é claro que não dura tudo isso. Porém mesmo assim ela é boa nesse quesito. O acabamento é semi-matte, transfere um pouquinho, mas nada absurdamente. Eu adoro.

E vocês, quais as bases que mais gostam?

Livro: O Cemitério de Stephen King

Livro: O Cemitério de Stephen King

‘Cemitério Maldito’ (Pet Sematary) é uns dos filmes entre todos os de terror que mais me assusta até hoje. Sei que existem muitos outros filmes mais assustadores nesse gênero, mas por algum motivo ‘Cemitério Maldito’ sempre me assustou bastante. O filme é de 1989 e o roteiro é de ninguém menos que Stephen King autor também do livro (de 1983) que deu origem ao filme.


E aí que por empréstimo de um amigo, na semana passada eu comecei a ler o livro ‘O Cemitério’ porque sim, eu adoro histórias de terror, mas gente?!?!


O livro consegue ser mais assustador que o filme, até mesmo porque Stephen King é um gênio do terror, ele consegue te prender nas histórias, principalmente quando ele descreve com detalhes perfeitos o que se passa na cabeça da personagem principal. O Iluminado (livro) também é contado nessa mesma linha da história e eu gosto mais do livro do que do filme!

‘O Cemitério’ é realmente excelente e claro que muitas coisas que não tem no filme, tem no livro. Em vários momentos Stephen King faz referência a banda Ramones que por sinal fizeram a trilha sonora do filme também! No filme Stephen King aparece como o Padre do velório, curiosidade essa que eu acho que muitos sabem disso, mas nem todo mundo se liga nesses detalhes. Pra quem gosta de livros de terror e especialmente fã das histórias de Stephen King eu super recomendo!

Eu adoro ver como estão os atores desses filmes mais antigos hoje em dia, o menininho medonho do filme cresceu e hoje ele é assim:


Então… O ~menininho medonho~ é o ator Miko Hughes que fez participações em alguns seriados e filmes como ‘Um Tira no Jardim da Infância’ e ‘A Hora do Pesadelo 7’ – que não me lembro dele em nenhum dos dois por sinal.