Arquivo

outubro 2014

Posts em outubro 2014.

um ano de Amélie

Eu não sei dizer a data exata em que ela nasceu, mas sei a data exata em que ela entrou na minha vida e esse dia é hoje. Há um ano atrás decidimos adotar um gatinho e como dizem que são os animais que escolhem a gente e não a gente que escolhe, foi a Amélie – a cinza fosca no meio de todos os irmãos coloridos, que escolheu a gente.

milie

Vocês lembram que no começo, por ser tão pequena, achamos que fosse um menino e só depois de alguns dias que a veterinária nos disse que era, na verdade uma mocinha né? De todos os gatos em casa, Amélie é que tem a personalidade mais forte; na bagunça ela é aquela que só observa com olhar blasé, mas quando resolve pegar fogo na brincadeira é ela que toca o terror. Ama ficar no meu colo, sentada como uma esfinge e com uma das patas no meu braço como se quisesse dizer: eu estou sempre aqui. Amante convicta de caixas de papelão. Quando não quer papo ela se isola no escritório do Rick, seu humor é incrível principalmente na parte da manhã: deita, rola, vira de barriga pra cima pra pedir por carinho. Cuida dos outros gatinhos – que são todos meninos, como se ela fosse a mãe deles e tem uma paciência de Jó pra isso.

meli2700

Amélie é teimosa, tal qual como eu. Se está fazendo uma coisa errada e você chama a atenção, ela te olha sem precisar dizer: “mas sou eu que mando aqui, humana”. Foi com ela que comecei a entender o valor imensurável de uma adoção, foi com ela que começou esse meu amor incondicional por gatos. Amélie faz tão bem jus ao nome, que me mostra todos os dias que a vida é feita de pequenas felicidades.

Decor: fairy lights e cortina

Há algumas semanas atrás eu comecei a mexer em alguns detalhes que pra mim fazem toda a diferença em casa e fui mostrando aos poucos o meu progresso desse meu lado “decor” aqui pra vocês. Fiz um post aqui sobre as Fairy Lights e comprei duas da Toda Coisinha: uma – que é de estrelas, eu coloquei no varão da cortina da sala e a outra de bolinhas eu coloquei em volta do espelho da minha penteadeira, ficou lindo, gostei tanto do resultado que à noite eu não apago elas pra dormir, fica super aconchegante o ambiente:

foto 1

foto 11

foto 2

Aí navegando na internet (isso faz mais ou menos um mês), descobri uma coleção linda da TokStok que eu fiquei apaixonada principalmente pela cortina, acabei comprando e ainda adquiri junto com duas fronhas. A cortina eu coloquei no meu quarto e olha que lindo que ficou:

foto 4

O quadrinho de Flamingo eu comprei dessa vendedora do Enjoei, ela vende só o poster, a moldura eu mandei colocar. São ideias criativas que o melhor de tudo: gastando pouco. E aí, gostaram?

Querido Diário

Semanas atrás eu terminei de ler “A Terra Inteira e o Céu Infinito” e apesar de achar o livro meio maçante em alguns pontos, a base da história é muito boa: uma escritora chamada Ruth encontra na costa de uma ilha do Canadá em que mora, o diário de uma adolescente de Tóquio que provavelmente foi trazido pelo tsunami – “Estou esticando o braço para tocar em você” é como começa o diário de Nao e que a partir daí desenrola toda a história. Não vou me estender muito sobre ele, pois a ideia do post não é essa, mas o livro foi um dos grandes incentivadores a começar de vez essa minha ideia que já vinha pensando há um tempo: Escrever um diário.

Photo-14-May-2013-22-23

Sim, eu já tenho um blog que posto muitas coisas minhas, mas acredito que todo mundo tenha coisas a contar que prefere por em palavras e guardar pra si a ter que ficar contando pra alguém. Não se trata exatamente de um segredo, mas sempre pensei que os diários são uma ótima maneira de você se conhecer melhor, refletir sobre suas ações, planejar, expressar sentimentos, exercitar o cérebro, a escrita, divagar sem medo de ser feliz e por em palavras muitas das coisas que as vezes não conseguimos dizer. Tipos de diário não faltam: pode ser um diário de viagem, pode ser aquele que você escreve diariamente detalhando tudo o que faz no dia a dia, pode ser um diário pra por os pensamentos quando simplesmente dá aquela vontade de escrever – acho que essa é a ideia que mais combina com o que estou pensando e querendo fazer a respeito disso, também pretendo carregar ele nas minhas viagens, mas basicamente será usado para expressar meus pensamentos quando simplesmente eu sentir a vontade de colocar isso num papel.

Falar em papel… Eu realmente sinto falta de escrever, no sentido literal mesmo, de sentir o peso da caneta na folha e observar o quanto – modéstia a parte – minha caligrafia é realmente bonita. O máximo que faço de uns bons anos pra cá em relação a escrita é preencher cheques e eu acho muito triste quando um hábito como esse, vai sendo deixado de lado. Rick comprou um mega estojo de canetas coloridas da Stabilo pra mim porque acho que já deu pra perceber que adoro um colorido em tudo. Aliás, o diário em si é o mais legal: foi uma ideia que tive e que achei muito simbólico e depois de muito pesquisar eu comprei um que é exatamente a réplica do diário da Anne Frank – xadrez em vermelho, que comprei no Elo 7 de uma pessoa que faz vários tipos diários artesanalmente, estou esperando chegar.

Como uma coisa sempre puxa a outra, também fiquei pensando nos filmes em que os personagens escrevem em diários e nossa, tem um mooooonte: O Diário de Bridget Jones, Diário de uma Paixão, Na Natureza Selvagem… São tantos filmes que a lista seria enorme, mas o primeiro que me veio à cabeça quando pensei nisso foi “As Vantagens de Ser Invisível” e que contribuiu pra essa minha nova inspiração também.

perksdiario

Enfim, acho que nada mais justo que registrar no meu blog que vou começar a escrever em um diário, depois eu faço um post mostrando como ele é.