Arquivo

Vídeos

Posts em Vídeos.

Meu brinquedo novo: GoPro

Sou uma pessoa que quando enfia algo na cabeça, não tem padre exorcista que tire. Sempre fui assim, deve ser da minha personalidade ou deve ser da persistência mesmo. Quando viajamos, eu tinha dado uma olhada nas GoPros, mas não estava pensando naquela época em gastar uma grana com isso, até porque minhas prioridades estavam sendo todas em conhecer lugares e muitos deles precisavam de verba. Deixei de lado.

Depois disso resolvi fazer uma pesquisa que praticamente me rendeu um PhD em GoPro, queria saber se seria vantajoso pra mim ter uma, principalmente pra eu usar quando viajasse. Eu tenho uma câm da Sony que é super pequena e resistente e tinha uma outra Semi Pro da Sony também, mas acabei vendendo no Enjoei porque simplesmente não estava usando mais. Em termos de tamanho a primeira é muito melhor principalmente pra carregar, ela cabe no bolso, é leve e isso pra mim é muito importante, uma vez que, a semi pro que eu tinha eu só usei uma vez em uma viagem e depois nunca mais porque ela não era prática pra mim. A Gopro tem essa grande vantagem de tamanho e principalmente de peso: é super leve.

gopro

Mas o que eu queria mesmo era a peculiaridade das fotos, aquele esquema angular sensacional que quando a gente vê uma foto assim, a gente sabe que veio de uma GoPro. A panorâmica dela é ótima principalmente pra quem gosta de fazer selfies em lugares legais (sou dessas mesmo, tsá?). Além de poder fazer fotos e vídeos sem sair aquele tremido tão típico nas câms – isso porque ela faz vídeos em até 12MP, time lapse e slowmotion. Tem um aplicativo gratuito que você baixa e que dá pra passar as fotos e os vídeos pro celular sem precisar de conexão. Outra característica dela e com certeza uma das mais importantes, é a funcionalidade super prática principalmente para ser usada em esportes – especialmente os mais radicais, pois é bem resistente a impactos e permite vídeos e fotos com resolução e qualidade incríveis… Enfim, fato é que com uma GoPro a criatividade não tem limites e eu acho isso o mais legal dela.

Dá pra você fazer fotos e vídeos sensacionais sem precisar de grandes acessórios ou de uma máquina power pra caramba. Sendo assim eu juntei os pontos que seriam mais importantes pra mim: tamanho (pra mim menos é mais) + peso + lente angular para fotos incríveis + vídeos fodas + a fome que juntou com a vontade de comer.

Meu amigo trouxe pra mim dos EUA junto com vários acessórios que eu pedi, aqui é absurdamente caro e o preço que paguei com ele me trazendo de fora comparado com tudo que eu queria não daria nem o valor só da máquina aqui, chato isso aqui no Brasil, né? Portanto se você está com planos em ter uma e vai viajar ou alguém pode trazer pra você, não compre aqui. Aliás, esse foi um dos motivos por ter criado a minha lojinha no enjoei, é daí que sempre brinco com a hashtag #projetoumagoproparajuliana nas minhas redes socais, porque primeiro de tudo e antes de mais nada: pra ter uma eu precisava juntar grana pra comprar e, é aí que entra a minha persistência quando digo que quero uma coisa que nenhum padre exorcista consegue tirar da minha cabeça e que me permitiu isso. Entre os acessórios mais importantes, eu comprei o carregador de bateria duplo, bateria extra, tela LCD que apesar de ter lido muito que ela não faz tanta falta assim, eu preferi ter uma.

A linha Hero3+ é ultima lançada, nela tem a White, Silver e Black e depois de muito pesquisar pelo meu tipo de necessidade eu optei pela intermediária – a Silver, pois entre ela e a Black, pra mim, não teria grande diferença e aí usei a diferença de valor que economizei pra comprar em acessórios. Portanto, de hoje em diante me aguardem, minhas fotos de viagens e passeios ficarão muito legais, vocês podem me seguir no Instagram pra ir vendo minhas aventuras com a GoPro.

Juliana Esgalha Post por

“minha vontade de viajar não é passageira”

As vezes, quando alguma hora do dia está mais sossegado, gosto de ficar no Vimeo assistindo alguns vídeos… O primeiro tema que sempre procuro é sobre viagens e cidades, tem bastante coisa legal lá e hoje assisti um que resolvi compartilhar com vocês, especialmente pra aqueles que amam viajar:

Juliana Esgalha Post por

Reflexões pré viagem

1 mês para a viagem (contando da data de ontem). Estou contando os dias, estou ansiosa, mas pra intensidade da minha ansiedade até que estou calma (estou?), apenas quero que esses dias passem logo pra chegar logo o mês que vem por motivos de: EU PRECISO SAIR DAQUI. O fato de viajar em si, já é muito bom, claro! Mas eu estou precisando mesmo sair da casinha, pisar em lugares que nunca estive, conhecer o diferente, experimentar o novo e ficar BEM LONGE de algumas pessoas/coisas pelo menos por esses 37 dias rodando. Pra minha sorte não poderia ter caído em melhor data, vou me ver livre em muitos aspectos. Beijo no ombrinho.

71790.max1024-1681

Marcelo vai encontrar com a gente em Madri junto com o Lau, o start vai ser daí e nunca mais a Espanha será a mesma depois da nossa passada (ahahuauhahuahuahua), mas quero mesmo me desligar esses 37 dias. Pode ser repetitivo da minha parte dizer isso, mas aqui é meu reduto, é aqui que relaxo, desabafo e escrevo o que me dá vontade: sem cobranças, sem mimimi, sem gente enchendo meu saco… Ultimamente o Facebook – que antigamente era mundialmente conhecido como uma rede SOCIAL, anda tão tenso que tenho medo de fazer login e tomar uma flechada (acho que muita gente além de mim deve ter notado o mesmo), principalmente de gente que pega uma opinião sua e distorce TUDO. De qualquer forma na semana passada passei por uma palhaçada desse tipo que até foi bem feito pra mim, foi mesmo… Assim aprendo de uma vez por todas a não colocar o que penso ou deixo de pensar sobre o assunto mais polêmico do momento com o grande e praticamente inevitável risco de passar stress à toa, eu que procure um lugar mais tolerável pra isso. Agora é mais do que definitivo no FB: só posto coisas dos meus gatos, meu cachorro, comidinhas, coisas fofas e piadinhas bobas porque é capaz de alguém distorcer até piada boa (e mesmo assim, com a lista de restritos SEMPRE no mode on).

Mas enfim… Tenho tanta coisa pra organizar e, opa! – ainda não comecei nada ahauhauhauha… Menos mau é que o principal já foi feito: passagens, bilhetes de trem, alguns passeios (já compramos os bilhetes pra visitar o anexo da Anne Frank, Torre Eiffel, passeio de barco pelo canal de Amsterdã – vou contar tudo isso na volta) e reservas nos hostels, mas sempre penso que as coisas mais pequenas são as que mais dão trabalho: separar roupas, papéis, deixar tudo em ordem aqui, enfim… Separar o mínimo necessário da vida pra caber tudo num mochilão durante 37 dias. Eu tinha dito que viajava no dia 13/03, mas na verdade eu chego ao destino nessa data porque embarco no dia 12/03, nosso voo é bem tarde da noite.

Sobre os bebês, já resolvemos tudo nesse sentido: a Amélie foi castrada semanas atrás, Lennon ainda tem que esperar mais um pouquinho. Já telei todas as janelas de casa, o Ozzy ficará com minha mãe (aonde sempre foi a maior parte de sua morada) e os gatinhos a princípio seria assim: A Amélie iria pra um hotelzinho que é super de confiança e o Lennon ficaria na ONG. Confesso: apesar de saber que eles seriam super bem cuidados isso estava partindo meu coração e me deixando muito aflita. Mas aí conversamos com um casal de amigos muito queridos e eles vão ficar em casa durante todo esse período. Vão, literalmente, morar em casa. Eu achei isso sensacional porque além de ser como nossa família (apenas com as partes boas que uma família proporciona, é claro), eu não vou precisar separar a Amélie do Lennon (os dois não se desgrudam) e ainda não vou precisar tirar os dois do ambiente deles. Não é maravilhoso? Pensem numa mãe aliviada…

No mais, vou me acertando, organizando, aguardando, atualizando com as ultimas aqui e que o esses 29 dias passem como um piscar de olhos (e depois podem se arrastar). Eu quero mais é voar 🙂

Juliana Esgalha Post por