Conseguimos!!!

Quem lê o blog há muito tempo vai se lembrar disso:

2008 – ano em que resolvemos entrar nessa luta pra conseguir obter a cidadania italiana, e quando o Rick resolveu se jogar nessa, eu já sabia que ele conseguiria, mas sentia que não seria fácil. De 2008 pra cá, muitas coisas aconteceram… Foi tudo muito difícil; juntar documentos, autenticar, correr atrás de muitas coisas, viajar pra Itália (não que isso seja algo difícil no sentido chato do assunto, mas… bom, vocês me entendem) e todos esses tramites burocráticos que envolve. Mesmo assim, isso não foi o mais complicado. O mais complicado foi ter que engolir (muitos) sapos, aguentar desaforo de gente que só faz parte da “família” biologicamente falando e que, na verdade, não passa de um desperdício de espaço no planeta (essa é pra você mesma sogra na-da querida, não tenho problemas em dar nomes as cobras… ops, aos bois… bem… na verdade as cobras mesmo – você é uma, eu sabia que esse dia chegaria e eu espero de coração que você leia isso. VIXE).

Por algumas vezes pensamos em desistir, mas ao mesmo tempo também pensávamos em tudo que já tínhamos conseguido, nas pessoas que nos ajudaram e naquelas que, direta ou indiretamente, estavam e estão sempre na nossa torcida… Ainda bem que apesar tudo, nessas horas a gente conhece e sabe com quem podemos contar simplesmente por estar ao nosso lado.

passaporte

Está aí (muitos beijos nos ombrinhos). Conseguimos! E sim, temos asas e podemos voar. Obrigada à todos que estiveram ao nosso lado – vocês sabem quem são, mas obrigada em especial a Andrea, Antonio, Bella, Marcelo, meus pais… Pois sem vocês nada desse sonho seria possível. Obrigada pra quem torceu contra também… O mundo dá voltas e eu posso sentir que os tombos só nos tornam mais fortes que qualquer coisa (e, é claro que eu não ia perder a chance de esfregar isso na cara, não mesmoooo). E mais do que ninguém: Grazie a tutti Nino, esse passaporte é seu e você merece cada centímetro e cada sonho e objetivo que ele vai te realizar.

Juliana Esgalha Post por