Dica de Viagem: Trens na Europa

Dica de Viagem: Trens na Europa

Viajar de trem na Europa é muito fácil. Fácil porque dependendo do lugar em que você está, você consegue de trem ir de um país para o outro na maior moleza. Os trens da Europa são excelentes: poltronas super confortáveis (e algumas com mesa), banheiros, tomadas para recarregar seus equipamentos como notes, celulares, câmeras, sem contar que alguns trens possuem wi-fi de graça e lanchonete pra você comprar um café ou até mesmo fazer um lanchinho dentro do próprio trem.

Acontece que esses bilhetes de trem, se comprados lá, saem muito mais caros dependendo é claro do quanto você vai usar. Se você vai viajar, por exemplo, pra Londres e pretende ficar somente na cidade, então não há necessidade de comprar bilhetes de trem, mas se de Londres você quer se deslocar pra alguma outra cidade é aí que o site Rail Europe entra nessa história toda.

Por que compensa comprar antecipadamente e pela internet?

Porque sai muito, mas muitoooo mais em conta. A diferença de preço chega a ser absurda e os bilhetes têm uma grande vantagem: você paga por dias e não pelo numero de lugares que irá passar. Por exemplo: pra Itália compramos bilhetes pra 8 dias. Esses 8 dias não são corridos, são alternados de acordo é claro com o nosso planejamento de viagem. Então funciona da seguinte forma: se no primeiro dia de bilhete você vai de Milão até Verona e depois de Verona até Veneza e no mesmo dia quer voltar de Veneza direto pra Milão, o bilhete só vai contar pelo dia da viagem e não pelo numero de cidades que você passou.

Portanto, a matemática é essa: se no mesmo dia você quiser visitar 20 lugares diferentes usando o bilhete de trem você não vai pagar a mais por isso, pois como disse, ele é contado por dia e não pelo número de viagens. Agora imaginem então a economia, no quanto você gastaria se tivesse que comprar todos esses bilhetes pra poder viajar levando em conta que, se eu bem me lembro de preços, o mínimo de um bilhete é de mais ou menos uns 40 euros (por pessoa e só a ida). Entenderam então aonde entra a grande economia e a vantagem do babado?


Os bilhetes dependendo do país/cidade podem ser validados na própria estação central de trem e depois que você entra, sempre tem um funcionário de chapeuzinho e uniforme que vai passando pelos vagões e validando o bilhete da galera (é necessário apresentar o passaporte junto) e eu acho isso muito glamour ehehehehe. Quando viajamos pra Inglaterra nossos bilhetes só valiam pras viagens dentro do país, porém, queríamos ir também pra Escócia e fomos até New Castle – uma cidade da costa da Inglaterra quase já com a fronteira de Edimburgo.

No dia, quando fomos de New Castle pra Escócia perguntamos antes pro bilheteiro se assim, só por um acaso, poderíamos ir pra Escócia com aquele bilhete… Vai que né…. E ele disse que sem problemas, que poderíamos ir e ainda brincou com um sorriso bem simpático naquele delicioso sotaque britânico “a Escócia já está pertinho” e então, conseguimos sair do país com o mesmo bilhete e nessa brincadeira economizamos a bagatela de 96 libras por pessoa (e só a ida).


Em 2008 indo pra Escócia, nesse dia conseguimos uma poltrona com mesinha!

Eu não me lembro exatamente o site em que compramos os bilhetes pra Inglaterra, mas dessa vez pra Itália compramos pelo Rail Europe que também vende bilhetes pra todos os países da Europa! Ah e claro: antes de comprar, primeiro de tudo saiba quantos dias você irá precisar pra se locomover de trem pra não comprar nem muito a mais e nem muito a menos, no nosso caso, como disse – compramos pra 8 dias de acordo com os nossos planejamentos de viagem.

O site da Rail Europe é muito fácil de comprar, dá pra abrir a página escolhendo o idioma português e nele tem bastante informação que com certeza ajuda muito na hora da compra. Você paga com o cartão internacional (não tem paypal), mas sem medos porque é super seguro. Pra vocês terem uma idéia, nós compramos em um domingo e recebemos os bilhetes na terça, a entrega não é feita pelos correios (ainda bem, néam?) e sim pela DHL, por isso a rapidez.


Enfim… Espero que com essas informações eu tenha ajudado vocês, pelo menos um pouquinho, néam? Recebi alguns pedidos pelo twitter e nos comentários aqui do blog pra escrever de como é o esquema de viagens de trens por lá e se tiverem mais alguma dúvida podem perguntar nos comentários que com certeza eu respondo.

19 dias…

6 comentários Comentário

  1. Quando eu for fugir pela Europa já sei onde pegar todas as dicas e macetes… Blog da @jubalinha hahahhahaha

    Como disse no Twitter, está na hora de você se especializar e fazer um blog de viagens, se bem que especialista tu é 😀

    Responder
  2. Obrigada Julis!!!! Eu estava mto ansiosa por esse post em especial! Hehe! =)))

    Fico bem mais tranquila de comprar as passagens agora pelo site da Rail Europe, pois eu não conheço ninguem q já fez isso! Sempre bom ter com quem tirar duvidas, né?

    1ª duvida:
    – Quando receber as passagens pela DHL, preciso pagar algum tipo de imposto? Além do preço das passagens, e do valor do frete, existe mais alguma taxa a se pagar quando fechar a compra no site? Li em algum lugar sobre ter que pagar sobretaxa de R$ 44 por trecho. É verdade isso?


    – Eu já tenho meu roteiro bem definido e sei exatamente qual dia e horario pretendo sair e chegar em cada país (5 bilhetes no total). Sendo assim, é mais vantagem comprar os bilhetes trecho a trecho mesmo né?


    – Se eu pagar pelo bilhete que já está incluso o valor da reserva (no site, qdo se diz “bilhete global” é sobre isso q se refere né?), é certeza q não terei q pagar mais nenhum centavo para ter meus lugares reservados? Só chegar e mostrar o bilhete? Mesma regra se aplica ao trem da Eurostar?

    Escrevi uma biblia! +__+
    Mas obrigada pela atenção! ;D
    ps: Posso te procurar no facebook?

    Responder
  3. Rê, vamos lá:

    1) Não paga essa sobretaxa não, quem fez a compra foi meu marido, mas tudo já inclui na hora que vc conclui a compra dos bilhetes e fica sussa pq não é o Correio que vai entregar

    2) sim, a vantagem é essa, vc compra o bilhete contando como os dias que vc vai usar, 5 dias vai precisar usar o trem, 5 dias de bilhete, comprando lá sairia bem mais caro.

    3) é só chegar e mostrar o bilhete, como os trens saem em muitos horários não tem essa de ter que reservar antes, na dúvida, vc apresenta o bilhete na central de trem do lugar que vc vai estar.

    E me procura lá no FB, tô como Juliana Esgalha!

    Responder
  4. sempre bom saber. adoro suas dicas. mesmo não tendo planos pra viajar pra europa nem tão cedo, salvei aqui no email. e enviei pra mommys q deve ir pra itália em janeiro. depois passa todas as dicas.

    Um ótimo fim de semana para você!!!

    /(,”)\\
    ./_\\. Beijossssssssss
    _| |_…………….

    Responder
  5. Porque trem na Europ, meu bem, é trem na Europa.
    Adorando as dicas, Ju. Viajo contigo na ansiedade.
    !!!!!!!!!!!

    Responder
  6. Anonymous

    Olá Julis, tudo bem? Encontrei seu blog por acaso e gostei muito! Vi que vc adora viajar e gosta tb de maquiagem. Eu tb!
    Estou fazendo o roteiro da minha viagem para a Europa em Setembro e li quase todos os seus posts sobre esse assunto. Já peguei algumas dicas…
    Sei que este seu post é do ano passado, mas queria saber se vc pode me ajudar numa dúvida…
    Estou super confusa sobre esses trens na Europa. Pode me dar uma luz?
    Meus planos são:
    Londres – 5 dias
    Paris – 3 dias
    Suíça – 3 dias
    Itália – 6 dias
    Grécia – 6 dias

    A minha dúvida é: Será que compensa comprar o passe global? Ou comprar por trecho?
    No caso, vou usar trem somente na França, Suíça e Itália.
    De Londres para Paris vou de trem rápido e da Itália para a Grécia vou de avião.

    Outra pergunta: na Suíça penso em visitar Zurique e Lauterbrunnen. Pela sua experiência, o que vc acha? Sugere outro lugar, passeio…
    Gosto de montanhas, natureza, lagos e não estou a fim de ver neve.

    Adorei seu post sobre Praga, queria muito ir mas não vai dar…

    um abraço!
    Priscila

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *