Livro: Queimada – House of Night

Livro: Queimada – House of Night

Antes, uma resenha rápida do assunto de hoje:

“As coisas ficaram pretas na Morada da Noite. A alma de Zoey Redbird se despedaçou. Com o coração partido, vendo tudo ao seu redor desmoronar e com vontade de ficar para sempre no mundo dos mortos, Zoey está sumindo a olhos vistos.

Parece cada vez mais difícil ela se recuperar a tempo de reencontrar seus amigos e recolocar as coisas em seus devidos lugares. Stevie Rae, melhor amiga de Zoey, quer ajudá-la, mas está enfrentando problemas seríssimos.

Os Novatos Vermelhos do Mal estão pisando na bola e, dessa vez, nem Stevie Rae poderá protegê-los das consequências. No meio desta confusão está Aphrodite: ex-novata, patricinha podre de rica, bruxa do inferno convicta (e com muito orgulho), tendo visões que revelam o futuro e, para piorar, com Nyx resolvendo falar por meio dela, quer ela queira ou não. A lealdade de Aphrodite pode oscilar em várias direções, mas, no momento, é o destino de Zoey que está em jogo. Três garotas… brincando com fogo… se elas não tomarem cuidado, vão acabar Queimadas.”

Fonte: Submarino


O bom de você ler uma série longa é que tem história pra caramba, o lado ruim é que você querendo ou não acaba se comprometendo com a leitura e mesmo que seja uma sequência de muitos livros você tem que continuar lendo por uma questão de honra mesmo (e saber o fim da história, claro). Se não me engano House of Night conta com 12 livros, ou seja, é livro pra caramba. Mas aí tem aquela coisa que você se prende apenas com essa leitura (nem tanto no meu caso porque estou alternando House of Night com as Crônicas Saxônicas – que são 5) e ainda por cima corre aquele risco super desagradável da próxima edição não chegar aqui ou o autor abandonar a história (o que, felizmente, acredito não ser o caso desses).

Acontece que todos os livros de uma série são bons justamente por ter muita história pra contar, mas com certeza terá algum deles que será aquela parte da narrativa em que tudo empaca e a leitura ficará um tanto quanto enfadonha, é o que está acontecendo com Queimada, que estou lendo agora.

O anterior (Tentada) foi tão pauleira e terminou de uma forma tão brusca (tipo final de cada temporada de Lost que você ficava surtando de ansiedade esperando pela próxima) que sinceramente eu estava esperando muito mais com Queimada. Em alguns capítulos você tem a impressão que a história irá sim deslanchar, mas aí dá aquela freada broxante de novo… Bem diferente dos outros livros de House of Night que é uma pancada atrás da outra. Já falei sobre eles aqui, são leituras que apesar de terem uma linguagem mais adolescente eu recomendo super porque é bem gostoso de ler, alguns personagens que eu odiava no começo estou gostando agora e vice versa, o próximo (que ainda não chegou aqui) é Despertada e pelo que li terei que esperar só mais um pouco, pois a previsão de chegada aqui no Brasil é para o segundo semestre de 2011. No mais, é terminar esse e enquanto espero o próximo, leio o terceiro das Crônicas Saxônicas, ler é muito bom!

2 comentários Comentário

  1. eu leio the house of night e concordo com seus comentarios , estou torcendo pra que o proximo seja melhor!
    ja leu essa série?

    http://www.sobrelivros.com.br/info-a-mediadora-meg-cabot/

    eu li e achei legal dá uma olhadinha nas resenhas!

    Txau

    Responder
  2. Não li nenhum desses livros.
    Big Beijos

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *