Posts arquivados em Tag: dicas

19 dez, 2013

Bilhetes de Trem pra Europa

Chegaram hoje nossas passagens de trem pro mochilão de 2014.


Em 2011 escrevi um post de como comprar esses bilhetes de trem, da segurança na entrega e porque compensava financeiramente adquirir com antecedência, fora as comodidades enfim…


Se vocês repararem, irão ver que no está como RailEurope e dessa vez veio como Eurail. Na verdade é e ou não é a mesma coisa, a diferença é que a EuroRail é quem administra esse lance dos bilhetes, mas comprando pela RailEurope por incrivel que pareça é mais barato que comprar direto da administradora dos trens. Não sei o porque disso, mas acho que vale a dica embora que ambos os sites são bem intuitivos na hora de escolhas e compras. Este mês, eles estão com uma promoção de 20% de desconto no Global Pass e como já disse, compensa muito porque colocar o valor um monte de destinos na ponta do lápis sai muito mais caro se as passagens fossem compradas nos destinos. Enfim… Mesmo sendo no Eurail, a compra sai mais barato que se comprada no RailEurope (que tem app pra iPhone).

10 jul, 2013

Filmes

Dois filmes que me tocaram muito esse ano: “As Vantagens de Ser Invisível” e “O Lado Bom da Vida”

‘As Vantagens de Ser Invisível’ eu assisti há alguns meses atrás e gostei tanto que acabei depois lendo o livro também, ‘O Lado Bom da Vida’ eu assisti ontem e, é tão incrível quanto…

As Vantagens de Ser Invisível – Sinopse

Charlie (Logan Lerman) é um jovem que tem dificuldades para interagir em sua nova escola. Com os nervos à flor da pele, ele se sente deslocado no ambiente. Sua professora de literatura, no entanto, acredita nele e o vê como um gênio. Mas Charlie continua a pensar pouco de si… até o dia em que dois amigos, Patrick (Ezra Miller) e Sam (Emma Watson), passam a andar com ele.

 photo the-perks-of-being-a-wallflower-party-scene_zps477233bb.jpg

O Lado bom da Vida – Sinopse

Por conta de algumas atitudes erradas que deixaram as pessoas de seu trabalho assustadas, Pat Solitano Jr. (Bradley Cooper) perdeu quase tudo na vida: sua casa, o emprego e o casamento. Depois de passar um tempo internado em um sanatório, ele acaba saindo de lá para voltar a morar com os pais. Decidido a reconstruir sua vida, ele acredita ser possível passar por cima de todos os problemas do passado recente e até reconquistar a ex-esposa. Embora seu temperamento ainda inspire cuidados, um casal amigo o convida para jantar e nesta noite ele conhece Tiffany (Jennifer Lawrence), uma mulher também problemática que poderá provocar mudanças significativas em seus planos futuros.

 photo O_lado_bom_da_vida_zps4c843817.jpg


Gosto de filmes que abordam bastante o lado psicológico das pessoas sem análises científicas demais e sem transformar as coisas num bicho de sete cabeças, porque principalmente quem passa por algum distúrbio (ou não necessariamente), sempre se identifica com as historias – mesmo que a ficção não tenha nada a ver com sua vida.

Eu que tenho uma ansiedade digamos assim, mais ‘aflorada’ que o normal, trato disso nos dias de hoje e não é algo que se ‘sara’ de um dia pro outro. Aprendi que com o tempo você vai se conhecendo melhor e vai aprendendo a lidar com isso. Ambas histórias deixam a sensibilidade bem aflorada (principalmente quando a trilha é tão incrível quanto o filme).

Faz a gente pensar que os problemas muitas vezes são bem menores quando não exageramos ao se queixar deles… Que pensar positivo (sempre!), tem um poder imensurável e encontrar o lado bom dos acontecimentos da vida – Excelsior! – é o caminho mais curto e prático pra encontrar as soluções. Não é tão fácil na prática, mas também não é impossível, além do mais, se tudo fosse de mão beijada, a vida seria sonsa demais

“O mundo é difícil o suficiente, gente. Ele é lasca o bastante por si só. Será que ninguém pode dizer: – ei, vamos ser positivos? Vamos dar um final feliz pra história?”
(O Lado Bom da Vida)

“Não há nada como a respiração profunda depois de dar uma gargalhada. Nada no mundo se compara à barriga dolorida pelas razões certas.”
(As Vantagens de ser Invisível)

12 set, 2012

Filme: Abraham Lincoln – O Caçador de Vampiros

Filme: Abraham Lincoln – O Caçador de Vampiros

Como prometido, falarei hoje sobre o filme ‘Abraham Lincoln – O Caçador de Vampiros’

Sinopse:
Nancy Lincoln (Robin McLeavy) é a mãe do presidente Abraham Lincoln (Benjamin Walker) e foi assassinada por uma criatura sobrenatural. Incorfomado com o fato, ele declara uma guerra sem piedade contra os seres das trevas e começa a destruir todos os vampiros e os escravos que os ajudam. Dirigido por Timur Bekmambetov (O Procurado) e estrelado por Benjamin Walker, Dominic Cooper e Mary Elizabeth Winstead.

Fonte: Adoro Cinema


Pra começar que a produção é de Tim Burton então quanto a isso é garantido de ser coisa boa. Eu ainda não li o livro, mas quem leu e depois assistiu o filme disse que a história é um pouco diferente do livro e, é claro – algumas coisas só tem no livro. Rick e Ju já leram o livro e mesmo com algumas diferenças e outras coisas que não tem na tela, eles adoraram o filme. Eu gostei muito também – fotografia e produção ótima, com cenas reproduzidas em câmera lenta pra você pegar bem os detalhes da trama, o que achei isso sensacional e tenho notado muito disso nos filmes mais recentes que estão saindo. Aqui tem o trailer:

05 set, 2012

Filme: RED – Aposentados e Perigosos

Filme: RED – Aposentados e Perigosos

Sinopse

Frank Moses (Bruce Willis) é um ex-agente da CIA, hoje aposentado, que tenta levar uma vida normal. Ele está interessado por Sarah (Mary-Louise Parker), com quem volta e meia conversa ao telefone, apesar de ainda não conhecer pessoalmente. Um dia, a casa de Frank é atacada por agentes da CIA. Sem saber o que está acontecendo, ele deduz que logo perceberão sua ligação com Sarah e parte para protegê-la. Para entender o porquê de ter sido atacado, Frank precisará da ajuda de seus antigos companheiros Joe (Morgan Freeman), Marvin (John Malkovich) e Victoria (Helen Mirren), todos também aposentados.

Apesar da sinopse parecer se tratar de um filme policial bem sério, é, na verdade uma comédia muito bem feita! Assisti ontem no Telecine e adorei, o elenco dispensa comentários porque só pela sinopse já dá pra perceber que o filme foi feito com grandes atores, né? Mas o mais hilário de todos é o John Malkovich no papel de Marvin que a todo tempo acha que está sendo vigiado por satélites e odeia celulares, aqui tem o trailer pra vocês darem uma olhada:

Algumas curiosidades:

– Red é uma adaptação dos quadrinhos de mesmo título criado por Warren Ellis e Cully Hammer, publicado pela editora Wildstorm/DC Comics e que só teve três números.

– O termo “RED” quer dizer: Retired Extremely Dangerous. Ou seja, Aposentados Altamente Perigosos, numa alusão aos personagens do filme que são ex-agentes da CIA.

FONTE: Adoro Cinema

Ótima dica de filme para o feriado, super recomendo!

17 fev, 2012

Livro: O Menino do Pijama Listrado

Livro: O Menino do Pijama Listrado

Recentemente terminei de ler “Treblinka” e na sequência comecei a ler “O Menino do Pijama Listrado” de John Boyne. Mês passado eu assisti o filme, me emocionei horrores e decidi ler o livro também (tem no Submarino), já estou na metade e pelo que já li, achei que o filme foi bem fiel ao livro.


A história é sensacional, eis aqui a descrição:

Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os Judeus. Também não faz idéia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com um frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. “O Menino do Pijama Listrado” é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.

Bruno por não ter a noção da guerra, em várias partes do livro o autor faz umas jogadas bem inteligentes que são nada mais que os pensamentos e a inocência do próprio menino, por exemplo – quando eles se mudam de Berlim e a irmã mais velha diz ao Bruno que eles estão em “Haja-Vista.” Bruno, sem entender nada pergunta: “Como assim Haja-Vista? Haja vista o quê?” quando na verdade Haja Vista é Auschwitz (nome de um grupo de campos de concentração que fica na Polônia) ou quando ele diz que o “Fúria” certa vez foi jantar na casa dele com uma loira muito bonita. O “Fúria” é o Führer – Hitler.

O livro já é bom pela própria história e achei deveras sublime essa perspicácia do autor em trocar os nomes de coisas tão tristes e feias, mas que só de ler você já se liga na hora ao que ele se refere. Pra resumir bem: a história conta a vida de dois meninos da mesma idade nascidos, inclusive, no mesmo dia, mas que fazem parte de “mundos” completamente diferentes: um (Bruno) que não tem a mínima noção dos horrores da guerra e o outro (Shmuel) que vive e sente da maneira mais dolorosa e precoce esse horrores… E mesmo nesses dois mundos tão diferentes entre Bruno e Shmuel que é separado pela guerra, nasce a amizade.


É uma história incrível que se depender, você devora o livro em poucos dias, eu estou adorando e vou aproveitar o carnaval pra terminar de ler. Recomendo tanto o livro como o filme (que nem é recente – é de 2008, mas só agora tive a oportunidade e a curiosidade de assistir), aqui o trailer:

26 jan, 2012

Fime: 127 Horas

Fime: 127 Horas

Ontem à noite marido estava de plantão e eu forever alone em casa (buáááá) comecei a procurar por filmes e vi que ia passar 127 Horas no Telecine Pipoca as 22hs (eu nem tinha jantado ainda), como Rick não estava muito afim de ver esse filme, aproveitei então pra assistir sozinha.

Eis a sinopse:

Baseado na história real de como alpinista Aron Ralston lutou para salvar a própria vida após um acidente. Em maio de 2003, Aron (vivido por James Franco) fazia mais uma escalada nas montanhas de Utah, Estados Unidos, quando acabou ficando com seu braço preso em uma fenda. Sua luta pela sobrevivência durante mais de cinco dias (durou 127 horas) foi marcada por memórias e momentos de muita tensão. Dirigido por Danny Boyle, o longa conquistou seis indicações ao Oscar.

E o trailer:


Gente, o filme é sensacional. É claro que em muitas cenas dá uma puuuuta agonia, mas essa é uma das idéias do filme que mostra a vontade e o instinto de sobrevivência de um ser humano numa situação completamente desesperadora como essa. Depois do acidente ele tem a plena consciência de que vai morrer ali e sozinho, mas jamais desiste de lutar, uma frase que pra mim marcou muito é quando ele diz: “Todas as coisas do mundo me levaram a este ponto”.

Durante esse tempo vários fatos da sua vida desde quando ele era apenas um garoto são mostrados durante o filme em seus sonhos ou pensamentos e, é essa a outra essência do filme: valores, acontecimentos certos ou errados do passado, escolhas, caminhos, o instinto de sobrevivência e a capacidade do ser humano de chegar ao extremo por conta disso. É um filme 8 ou 80 – ou você ama ou você odeia, afinal, nem todos vêem da maneira que é pra se ver e pescar as aquelas pequenas coisas que se mostra ao longo da história. 127 Horas me fez lembrar outros que são tão bons quanto – Na Natureza Selvagem é um deles, um dos melhores que já vi. Não vou me prolongar mais senão vou acabar soltando algum spoiler no automático aqui, mas super recomendo, é fantástico.


“Não existe maior força na Terra do que a vontade de sobreviver.”

06 dez, 2011

StickGram

StickGram

Essa dica eu vi no JustLia e resolvi compartilhar aqui com vocês… Depois que o Instagram virou febre, logo lançaram uma página pra você poder linkar todas as suas fotos, mais tarde um criaram um widget pra você por no seu blog ou site (o meu fica bem lá em baixo do blog) e agora foi lançado um site que você pode transformar as suas fotos do IG em imãs – é o StickyGram.


Pagando o valor de $14,99 você pode escolher nove fotos que serão transformadas em imãs e você recebe em sua casa sem nenhum custo de envio, bem legal néam?


É uma maneira bem legal e criativa de você decorar sua geladeira, um painel ou qualquer coisa que vier na mente. #ficadica

29 set, 2011

Nécessarie de Viagem: O que levar?

Nécessarie de Viagem: O que levar?

Atendendo aos pedidos, fiz um post de coisas que você pode e DEVE levar na nécessarie em uma viagem, mas fiz escolhas bem básicas por alguns motivos:

1) Levar mil batons, 5 estojos de sombras, 10 máscaras para cílios só vai fazer volume, carregar no peso e independente do período da viagem, você não vai usar tudo e nem precisar dessa quantidade toda, pode ter certeza!

2) Menos é mais – kit na nécessarie de viagem tem que ser super básico e isso é algo que considero muito estratégico porque: como disse antes – não você não vai usar tudo e quanto menos, mais coisas e mais desculpas você terá pra comprar na viagem e voltar com a nécessarie (ou até mais de uma) abarrotado de makes novas (minha viagem pro Chile foi assim), olha que delíciaaaann!

Vamos primeiro então falar sobre a necessárie de maquiagem, fiz algo que considero indispensável pra mim mesmo sendo bem básico e independente da imagem da marca que usei pra ilustrar esse post, a escolha da marca é pessoal de cada uma:


– Uma base: porque eu não sei vocês, mas independente do clima eu sempre uso uma base, então é assim: pra lugares quentes escolham aquela mais suave, oil free e de preferência com cobertura matificada, nos lugares frios: qualquer uma que você prefira, maquiagem no frio é uma combinação que sempre dá certo, amo isso.

– Um kit básico de pincéis para viagem: pra base, pó, blush, sombra, corretivo. De preferência pra escolha de um tamanho pequeno pra poder caber na nécessaire. Perfumarias sempre tem esses kits de viagem e são baratos.

– Pó compacto ou o Blot da M.A.C: que eu amo e segura super bem a oleosidade, esse se puder escolher se joga no Blot porque vale à pena.

– Corretivo porque né… Acordar super cedo, ir dormir ultra tarde te garante aquelas odiáveis olheiras de panda e o corretivo é sempre um companheiro indispensável na nécessaire.

– Dois blushes: um mais puxado pro rosa e outro mais puxado pro pêssego pra dar aquele efeito de pele saudável, sugeri duas cores diferentes porque dependendo do tempo de viagem, com certeza você vai enjoar se levar só um.

– 3 batons: um vemelho (pra noite), um rosinha e um nude (pro dia, pra tarde). No mesmo esquema dos blushes: se levar um só, vai enjoar rápido e são 3 opções que se encaixam perfeitamente de acordo com a hora do dia ou da noite.

– Uma paleta de sombras com cores básicas: marrom, creme, preto, rosa queimado. Eu escolhi a Naked da Urban Decay porque é essa que vou levar na minha viagem e ela funciona muito bem tanto pra makes durante o dia como pra uma mais elaborada à noite.

– Delineador em caneta: é mais prático e não corre aquele risco do potinho quebrar ou abrir, se você tem só desses de pote, that’s ok… Feche direitinho e acomode bem na nécessarie.

– Lápis preto: porque né… É básico!

– Uma máscara para cílios: e uma só porque durante a viagem é certeza que você vai comprar pelo menos mais umas duas, escolha a que você mais goste e de preferência pra aquela que seja a prova d’agua, assim dura o dia inteiro.

Pronto. Essa foi a necessárie de makes, agora vamos pra outra que são itens que você PRECISA LEVAR, do contrário, terá que comprar no destino porque em alguma hora com certeza você vai precisar:

– Cotonetes: pra arrumar a make, limpar os ouvidos (higiene, néam minha gente?), essas coisas… Não precisa levar uma super caixa como essa que mostrei na foto, calcule mais ou menos quanto você acha que vai usar e coloque dentro de um saquinho, bem mais fácil, bem menos espaço.

– Pinça: porque uma mulher não vive sem pinça, sobrancelhas crescem e pode até servir como um item de primeiro socorros caso aqueles acidentes aconteçam: lasquinha de madeira que entrou na mão e tals, pinça é como se fosse o fósforo pra acender uma fogueira numa floresta selvagem.

– Tesoura pra né… Cortar as unhas, tirar as etiquetas das roupas maravilhosas que você vai comprar, super necessário ter.

– Band Aid: esse que coloquei na imagem é pra você passar naquela área dos pés aonde o sapato as vezes machuca (principalmente se você for andar muito), você usa ele antes de colocar os sapatos e ajuda bastante. Esse não vende aqui no Brasil, leve então o band aid normal e se sua viagem é para o exterior, procure deles por lá e recomendo fazer um estoque, pés machucados ninguém merece!

– Lixa de unha: uma só já está bom, perceberam que eu não coloquei nem esmalte porque se for uma viagem de mais de 15 dias, não recomendo usar esmalte porque se você pintar as unhas vai ter que levar acetona, algodão e tals… Antes de viajar tire as cutículas e se preferir passe apenas uma base incolor, pois acredite: ninguém vai ficar olhando pra suas mãos e você não vai ter o menor saco de ficar fazendo as unhas na sua viagem, deixe esse trabalho na volta, pra manicure.

– Protetor labial que vale pra qualquer clima – tanto quente como principalmente pro frio, deixe ele sempre perto daquilo que você mais usa, como por exemplo, sua câmera de fotos… Você SEMPRE vai precisar dele.

– Protetor solar para o rosto e do mesmo jeito: tanto pra dias quentes como frios, se você for pra um lugar quente, pelo amor de Deus mulher, não esqueça do protetor solar para o corpo também, sua pele agradece.

– Lencinhos demaquilantes: porque eu acho mais prático que levar o demaquilante liquido, afinal se levar esse vai ter que levar aqueles disquinhos de algodão, então acho os demaquilantes em lenços são bem mais práticos.

– Hidratante para o corpo porque né… Precisa!

Não adicionei shampoo, condicionador, escova de cabelo, de dente, pasta de dente, fio dental (pro dente, beesha, não o biquíni), sabonete pra lavar o rosto porque acho que isso todo mundo já sabe e nem precisa repetir, né?

23 set, 2011

Dica de Viagem: Trens na Europa

Dica de Viagem: Trens na Europa

Viajar de trem na Europa é muito fácil. Fácil porque dependendo do lugar em que você está, você consegue de trem ir de um país para o outro na maior moleza. Os trens da Europa são excelentes: poltronas super confortáveis (e algumas com mesa), banheiros, tomadas para recarregar seus equipamentos como notes, celulares, câmeras, sem contar que alguns trens possuem wi-fi de graça e lanchonete pra você comprar um café ou até mesmo fazer um lanchinho dentro do próprio trem.

Acontece que esses bilhetes de trem, se comprados lá, saem muito mais caros dependendo é claro do quanto você vai usar. Se você vai viajar, por exemplo, pra Londres e pretende ficar somente na cidade, então não há necessidade de comprar bilhetes de trem, mas se de Londres você quer se deslocar pra alguma outra cidade é aí que o site Rail Europe entra nessa história toda.

Por que compensa comprar antecipadamente e pela internet?

Porque sai muito, mas muitoooo mais em conta. A diferença de preço chega a ser absurda e os bilhetes têm uma grande vantagem: você paga por dias e não pelo numero de lugares que irá passar. Por exemplo: pra Itália compramos bilhetes pra 8 dias. Esses 8 dias não são corridos, são alternados de acordo é claro com o nosso planejamento de viagem. Então funciona da seguinte forma: se no primeiro dia de bilhete você vai de Milão até Verona e depois de Verona até Veneza e no mesmo dia quer voltar de Veneza direto pra Milão, o bilhete só vai contar pelo dia da viagem e não pelo numero de cidades que você passou.

Portanto, a matemática é essa: se no mesmo dia você quiser visitar 20 lugares diferentes usando o bilhete de trem você não vai pagar a mais por isso, pois como disse, ele é contado por dia e não pelo número de viagens. Agora imaginem então a economia, no quanto você gastaria se tivesse que comprar todos esses bilhetes pra poder viajar levando em conta que, se eu bem me lembro de preços, o mínimo de um bilhete é de mais ou menos uns 40 euros (por pessoa e só a ida). Entenderam então aonde entra a grande economia e a vantagem do babado?


Os bilhetes dependendo do país/cidade podem ser validados na própria estação central de trem e depois que você entra, sempre tem um funcionário de chapeuzinho e uniforme que vai passando pelos vagões e validando o bilhete da galera (é necessário apresentar o passaporte junto) e eu acho isso muito glamour ehehehehe. Quando viajamos pra Inglaterra nossos bilhetes só valiam pras viagens dentro do país, porém, queríamos ir também pra Escócia e fomos até New Castle – uma cidade da costa da Inglaterra quase já com a fronteira de Edimburgo.

No dia, quando fomos de New Castle pra Escócia perguntamos antes pro bilheteiro se assim, só por um acaso, poderíamos ir pra Escócia com aquele bilhete… Vai que né…. E ele disse que sem problemas, que poderíamos ir e ainda brincou com um sorriso bem simpático naquele delicioso sotaque britânico “a Escócia já está pertinho” e então, conseguimos sair do país com o mesmo bilhete e nessa brincadeira economizamos a bagatela de 96 libras por pessoa (e só a ida).


Em 2008 indo pra Escócia, nesse dia conseguimos uma poltrona com mesinha!

Eu não me lembro exatamente o site em que compramos os bilhetes pra Inglaterra, mas dessa vez pra Itália compramos pelo Rail Europe que também vende bilhetes pra todos os países da Europa! Ah e claro: antes de comprar, primeiro de tudo saiba quantos dias você irá precisar pra se locomover de trem pra não comprar nem muito a mais e nem muito a menos, no nosso caso, como disse – compramos pra 8 dias de acordo com os nossos planejamentos de viagem.

O site da Rail Europe é muito fácil de comprar, dá pra abrir a página escolhendo o idioma português e nele tem bastante informação que com certeza ajuda muito na hora da compra. Você paga com o cartão internacional (não tem paypal), mas sem medos porque é super seguro. Pra vocês terem uma idéia, nós compramos em um domingo e recebemos os bilhetes na terça, a entrega não é feita pelos correios (ainda bem, néam?) e sim pela DHL, por isso a rapidez.


Enfim… Espero que com essas informações eu tenha ajudado vocês, pelo menos um pouquinho, néam? Recebi alguns pedidos pelo twitter e nos comentários aqui do blog pra escrever de como é o esquema de viagens de trens por lá e se tiverem mais alguma dúvida podem perguntar nos comentários que com certeza eu respondo.

19 dias…

21 set, 2011

Dica de Viagem: Albergues

Dica de Viagem: Albergues

Eu sempre falei que ficamos em albergues quando viajamos pra Europa e dessa vez tirando alguns dias de hotéis (de um pacote que fizemos entre a agência e a TAM), nos demais dias todos serão em albergues (tirando Londres, que vamos ficar na casa do Marcelo). Além de ser uma opção extremamente econômica se comparada ao preço de uma diária de hotel, existem outros motivos que fazem dos albergues uma boa opção de hospedagem. Pra começo de conversa, quando se viaja – pelo menos comigo e o Rick funciona assim: acordamos super cedo, tomamos café, passeamos o dia inteiro e só voltamos à noite pra um banho, comer alguma coisa e dormir. Nada mais que isso. Logo, pra quê pagar hotel caro? É lógico que não vou dormir em qualquer pulgueiro, mas não dou aquela super prioridade pra um extremo conforto cheio de frescuretes das quais eu nem vou usufruir.

Antes de viajar é importante reservar o hostel/albergue bem antes, principalmente se for em alta temporada. Os albergues na Europa funcionam da seguinte forma: você faz a reserva pela internet (que já já vou indicar um site ótimo) e no site mesmo você já faz a escolha da opção que: tanto pode dividir o quarto com uma galera de até mais ou menos 20 pessoas (ou menos… ou mais… rs) ou pode ter um quarto só pra você com a opção de banheiro dentro do quarto ou não. Nem todos os albergues têm esse tipo de quarto disponível, em 2008, apenas em Paris que conseguimos um quarto só pra nós dois e com banheiro. Já dessa vez, todos os albergues que vamos passar serão quarto + banheiro só pra gente. O que notei é que, dessa vez, a diferença de preço entre um quarto private e um quarto compartilhado era ridícula de mínima e não sei exatamente o motivo disso… Talvez porque estamos indo fora de temporada ou talvez até mesmo por conta da crise financeira que a Europa está passando, enfim… O que importa é que fizemos boas escolhas.

Albergues, além de serviços de internet gratuita, cofre (nem todos), lounge, também tem cozinha, sala de tevê e lavanderia (lavanderia não todos), o que é óteeeeemo: à noite você compra algo no mercado, cozinha no albergue, come, toma um banho e vai dormir. Na cozinha cada um lava o que sujou, etiqueta o que comprou e assim não vira problema pra ninguém. O café da manhã também está incluso na hospedagem, é claro que não é assim um puuutaaaa breakfast, mas pão (geralmente uns 2 tipos no mínimo), manteiga, geléia, leite, café e suco nunca faltam (aliás, os sucos da Inglaterra são horríveis, passem longe).

Em alguns albergues da Itália que vamos ficar, tem uma opção que eu achei deveras interessante: aluguel de bicicletas!!! Eu já fiquei empolgada antes até mesmo de saber que tipo de bicicleta é, (vai que né… São monociclos ahauauhauha) então, com certeza já planejamos alguns passeios de bike por lá.

Uma dica muito importante antes de escolher qualquer albergue é a localidade: se é no centro ou pelo menos próximo, dê sempre preferência pra aqueles albergues que tem uma estação de metrô ou de trem por perto, isso economiza um tempo super valioso e quanto mais perto de tudo, é melhor. O albergue que vamos ficar em Roma, por exemplo, fica a duas quadras do Coliseu, o de Verona a três quadras da Casa da Julieta (óóóóiiiiiwwwww). Surreal, né?

Outra dica muito boa e obrigatória saber: muitos albergues têm recepção 24 horas, já outros não. Portanto, sempre se informe sobre isso se de repente você pretende pegar uma baladeeeeenha e chegar mais tarde, do contrário, vai correr o risco de dormir na calçada (não, e isso nunca aconteceu com a gente).

De todos os albergues que passamos na viagem de 2008 e olha que alguns eram bem, digamos… Excêntricos mmmehehehehe, NUNCA tivemos problemas com roubos, nem nada do tipo. É claro que você sempre anda com sua mochila com o passaporte, dinheiro, câmera tudo dentro, mas lá todo mundo respeita isso e cada um sabe cuidar do seu próprio espaço sem invadir o do outro, o que sinceramente acho que aqui no Brasil é uma regra que jamais funcionaria, mas enfim…

Por ser albergue entenda que você verá gente do mundo inteiro e isso é algo muito legal porque, num espaço pequeno você consegue ver milhões de diversidades e costumes de pessoas que saem de suas casas dos quatro cantos do mundo e que são completamente diferentes de você e dos seus costumes, é muito divertido isso. No albergue de Londres, por exemplo, conhecemos um italiano que não sabia fazer macarrão e um francês (bem tiozão, já) que não sabia cozinhar porra nenhuma ahauhauhauhauha, já no da Irlanda conhecemos um húngaro com poucos dentes na boca e que era motorista de um cara muito rico de lá, detalhe: ele dirigia a Ferrari do cara e provou pra gente mostrando várias fotos.

Um site muito legal para reservar albergues é o Hostels Club e foi por ele que fizemos TODAS as nossas reservas. No Hostels Club estão cadastrados quase todos e os melhores albergues da Europa e do mundo e com telas bem intuitivas é super fácil de usar/reservar/pagar. Todos os albergues possuem fotos, tipos de serviços oferecidos, localização no mapa e avaliação de quem já passou por eles. No próprio mapa dá pra restringir a localidade e cotar os que ficam no centro, mostrando inclusive os pontos turísticos próximos do lugar, bem como linhas de metrô e trem.


A reserva é feita pelo cartão de crédito internacional (não tem a opção de paypal) e assim que concluído você recebe um email com todos os dados da reserva, imprime e apresenta quando chegar ao destino. No Hostels Club você pode montar um roteiro de viagem online e conforme você vai passando pelos lugares que se hospedou você pode publicar no Twitter ou no Facebook. Outra opção muito interessante é o cartão fidelidade do Hostels Club – pagando uma taxa de apenas 10 euros, com ele você tem descontos em restaurantes, passeios turísticos e não paga a taxa de reserva nos albergues credenciados ao site, (restaurantes e passeios vale lembrar que os descontos são aqueles credenciados ao site também) e acredito que essa ferramenta seja um custo X benefício que super compensa!

Pra terminar, essas são algumas fotos de alguns albergues que vamos passar:


Munique – Alemanha


Verona – Itália


Praga – República Tcheca


Veneza – Itália


Genteeeeennn, desculpem, mas só agora que terminei de escrever que notei o post enorme que ficou, mas espero que isso ajude quem esteja também com planos de viagem (independente do lugar do mundo) e que prefere algo econômico pra depois poder gastar o dinheiro com outras coisas legais, quem tiver dúvidas pode deixar nos comentários que eu respondo. =D

21 dias…

14 jul, 2011

Top List: Aplicativos para IPhone

Top List: Aplicativos para IPhone


Hoje em dia sempre me pergunto como é que antes eu sobrevivi sem um smartphone!!! Ok, ok, exageros à parte, mas há alguns anos atrás eu não imaginava mesmo (e acredito que muitos de vocês também não) ter um celular em que eu pudesse navegar na internet, checar meus emails, mandar fotos em tempo real para os amigos e para as redes sociais que eu uso ou simplesmente facilitar a minha vida em muitos aspectos com as coisas do dia-a-dia, aliás, não imaginava se quer ter um GPS no celular. Modernidade eu te amo, beijo!

Quando comprei meu IPhone eu pensei em tudo isso porque na verdade era o que eu procurava, principalmente pela vantagem de se conectar à internet e fazer o mesmo que eu faço em um computador, tanto que hoje em dia eu uso mais meu IPhone como se fosse um computador de mão do que pra telefone propriamente dito, raramente faço ligações! O fato é que muita gente aderiu aos smartphones, mas nem todos exploram a funcionalidade completa desses aparelhos, principalmente com os aplicativos oferecidos sendo que muitos deles (mas não todos) são free.

Fiz uma lista básica de aplicativos que considero como tops e desde já aceito sugestões de outros, usem a caixa de comentários:

Instagram – Já falei trocentas vezes sobre ele aqui, é uma rede social de fotos. Você publica fotos, as pessoas votam e os filtros de imagens são muito bonitos, dá um toque mais profissional por assim dizer mesmo naquelas fotos mais simples.

Viber – Esse é um aplicativo bem interessante. Você pode falar de IPhone pra IPhone de graça, inclusive mandar SMS desde que é claro, a outra pessoa tenha o viber e ambos estejam conectados a internet. Parece trabalhoso, mas esse pra mim é uma mão na roda, sempre falo com meus amigos de Londres por ele e não pago absolutamente nada por isso. Melhor de tudo: é free.

Câmera+ para fotos – Esse é um dos aplicativos que mais gosto quando quero dar um efeito bonito nas fotos, é bem fácil de usar e se tratando de fotos o IPhone realmente tem milhões de aplicativos com diversas funcionalidades, é só fuçar que você encontra um mais legal que o outro.

Katapakote – Meninas e consumidores adeptos às compras online, esse aplicativo rastreia suas encomendas que os Correios entregam, isso vale tanto para as nacionais como principalmente as internacionais, é só você colocar o numero de rastreio que ele vai avisando todo o trajeto do seu pacote, é muito prático, assim você não precisa ficar entrando em site, digitar números.

Angry Birds – Também já falei sobre ele no blog, eu que nem sou adepta a games acabei viciando nesse e viciei mais um monte de amigos ehehehehe, é gostoso ficar jogando principalmente se você está na fila dentista esperando pra ser atendida ou em casa pra matar o tempo… Uma amiga minha joga bastante quando tem noites de insônia, é terapêutico.

Fashiolista – Eu tenho o gadget aqui no Blog (bem lá em baixo, quase no rodapé) e todas as fotos que eu clico são feitas quase 100% pelo aplicativo do IPhone, é free também e serve pra matar o tempo ocioso como o Angry Birds.

02 maio, 2011

Dica de filme: Thor

Dica de filme: Thor

Sinopse:

Thor (Chris Hemsworth) estava prestes a receber o comando de Asgard das mãos de seu pai Odin (Anthony Hopkins) quando forças inimigas quebraram um acordo de paz. Disposto a se vingar do ocorrido, o jovem guerreiro desobedece as ordens do rei e quase dá início a uma nova guerra entre os reinos. Enfurecido com a atitude do filho e herdeiro, Odin retira seus poderes e o expulsa para a Terra. Lá, Thor acaba conhecendo a cientista Jane Foster (Natalie Portman) e precisa recuperar seu martelo, enquanto seu irmão Loki (Tom Hiddleston) elabora um plano para assumir o poder. Mas os guerreiros do Deus do Trovão fazem a mesma viagem para buscar o amigo e impedir que isso aconteça. Só que eles não vieram sozinhos e o inimigo está presente para uma batalha que está apenas começando.

Assisti a esse filme no sábado depois de uma mega janta com os amigos no Outback. Thor é uma história recheada de muita ação, ótimos efeitos especiais e uma dosagem certa de humor inteligente. No começo confesso que desdenhei desse filme, não sou fã de filmes da Marvel simplesmente porque não é muito o gênero de filmes que gosto, mas me surpreendeu muito e mesmo pra quem que como eu, não é fã desse gênero eu recomendo super.

Aqui o trailer:

25 abr, 2011

Dica de filme: The Runaways

Dica de filme: The Runaways

Sinopse:

Los Angeles, 1975. Joan Jett (Kristen Stewart) tinha o sonho de montar uma banda de rock, formada apenas por mulheres. Ela encontra apoio em Cherrie Currie (Dakota Fanning), que integra a banda, e no empresário Kim Fowley (Michael Shannon). Com ele as integrantes da banda The Runaways levam uma vida desajustada e, apesar de apresentarem um som cru, alcançam o sucesso graças ao talento de Joan e o visual sensual de Cherie.


De começo achei que não fosse gostar do filme, principalmente porque eu não sou fã das atuações de Kristen Stewart, aluguei mesmo pela história em si, por ser real, por ser de uma banda de rock formada apenas por meninas e achei muito interessante a ponto de me surpreender. Até mesmo porque eu não fazia idéia de como foi a vida de Joan Jett na época das Runaways, elas não tinham mais que 16 anos, a vida delas foi algo completamente maluco!


Mas no filme quem deu um show a parte mesmo foi Dakota Fanning que com uma mistura de David Bowie com Brigitte Bardot no papel de Cherrie Currie, roubou a cena da Kristen! É um filme bem legal, vale a pena e recomendo!

22 abr, 2011

Instagrid e The Sims

Instagrid e The Sims

Dias atrás eu falei aqui no blog sobre a exposição do Instragram, o quanto eu gosto desse aplicativo e o quanto ele vicia – proprietários do IPhone que usam esse aplicativo sabem muito bem disso. A única coisa que eu acho que o Instagram pecava era o fato de não ter uma página pros perfis na internet que funcionasse como uma galeria de fotos, tipo: instagram.com/jubalinha, afinal isso dificulta(va) e muito quando você quer mostrar suas fotos pra alguém. Até que Googlando sobre isso descobri o Instagrid.me e PLIM! – tudo foi resolvido.

Eu nem sei se o Instagrid é ou não uma novidade, mas pelo menos pra mim foi, tanto que resolvi compartilhar aqui com vocês. De uma maneira bem rápida ele hospeda todas as fotos do seu Instagram pra ele, criando assim um perfil, aonde é necessário apenas colocar o login e senha do Instagram e pronto. Portanto a partir de agora vocês podem visualizar toda a minha galeria de fotos do Instagram em http://instagrid.me/jubalinha/ tem um ícone ali no meu perfil. =D

Photobucket

Pra terminar, encontrei hoje um vídeo do The Sims de uma paródia do casamento do William e Kate que acontece no próximo dia 29. Já que esse casamento está sendo o mais comentado do ano, quiçá de todos os tempos eu resolvi deixar aqui pra vocês verem também, afinal de contas, além de estar acompanhado tudo sobre o casamento deles (é, e daí?), eu também ADORO The Sims!


Chorei de rir com a Rainha arriscando uns passinhos da dança AHAHAHAHAHA.