Arquivo

presentes

Posts em presentes.

Livros!

MÚSICA DO DIA: THE HARDEST PARTY – COLDPLAY

Clique no para ouvir.

Livros!

Livros são sempre uma boa pedida! Sempre é um bom presente e sempre é uma ótima compra pra quem gosta e tem o vício da leitura, confesso que há alguns anos atrás eu não tinha esse hábito que é tão saudável e prazeroso para a mente, mas hoje eu não fico mais sem ler, no way, mesmo que por falta de tempo eu demore meses pra terminar um livro (tudo bem que Stonehenge – minha atual leitura eu já passei da metade, está muuuuuuito bom). Portanto, como coisas boas a gente compartilha, eu deixo aqui 3 dicas de livros que já estão na minha casa e na lista das minhas próximas leituras também, o primeiro eu comprei com o cartão presente da Siciliano que eu ganhei da Melissa e do Dani no meu aniversário:

A Sombra do Vento – Carlos Ruiz Zafón

“A Sombra do Vento é uma narrativa de ritmo eletrizante, escrita em uma prosa ora poética, ora irônica. O enredo mistura gêneros como o romance de aventuras de Alexandre Dumas, a novela gótica de Edgar Allan Poe e os folhetins amorosos de Victor Hugo. Ambientado na Barcelona franquista da primeira metade do século XX, entre os últimos raios de luz do modernismo e as trevas do pós-guerra, o romance de Zafón é uma obra sedutora, comovente e impossível de largar. Além de ser uma grandiosa homenagem ao poder místico dos livros, é um verdadeiro triunfo da arte de contar histórias.”

O segundo foi escolhido pelo Rick – meu amado, que inclusive, já começou a ler:

A Profecia Voynich – Richard D. Weber

Um manuscrito de origem obscura guarda o segredo da riqueza e da juventude eterna. Um espelho negro que amplifica a pureza ou a crueldade de quem ousa mergulhar em seus mistérios. Um grupo de crianças com poderes especiais. Misture esses elementos e acrescente Blair Kelly, arqueóloga e sacerdotisa celta; Heinrich Gant, cruel e implacável negociante de armas; Margot, mulher bela e misteriosa, assassina sadomasoquista; e Brody Devlin, agente secreto da Força Ômega encarregado de investigar as atividades criminosas de Gant e seu cúmplice.Todos esses ingredientes fazem parte do novo livro de Richard D. Weber, A Profecia Voynich – Criança índigo, uma história de busca espiritual e loucura; de crueldade e compaixão; que mistura nazismo, psicologia, alquimia, artilharia de ponta, fantasia e realidade em uma trama envolvente.

E este, foi emprestado pela minha amiga Fusca:

Coraline – Neil Gaiman

“A história de Coraline é de provocar calafrios. A narrativa dá muitas voltas e percorre longas distâncias, criando um “outro” mundo onde todos os aspectos de vida são pervertidos e desvirtuados para o macabro. Ao mesmo tempo sutil e cruel, o autor gosta de desafiar as imagens simples dos livros infantis tradicionais. As crianças vão se deliciar com o frio que correrá em suas espinhas durante a leitura e ficarão até agradecidas por existir um escritor que finalmente se recusa a tratar com condescendência uma platéia ávida por empolgantes contos de terror. Coraline (e NÃO “Caroline”, como ela mesmo diz inflexivelmente) acaba de se mudar para um apartamento num prédio antigo. Seus vizinhos são velhinhos excêntricos e amáveis que não conseguem dizer seu nome do jeito certo, mas encorajam sua curiosidade e seu instinto de exploração. Em uma tarde chuvosa, consegue abrir uma porta na sala de visitas de casa que sempre estivera trancada e descobre um caminho para um misterioso apartamento “vazio” no quarto andar do prédio. Para sua surpresa, o apartamento não tem nada de desabitado, e ela fica cara a cara com duas criaturas que afirmam ser seus “outros” pais. Na verdade, aquele parece ser um “outro” completo mundo mágico atrás da porta. Lá, há brinquedos incríveis e vizinhos que nunca falam seu nome errado. Porém a menina logo percebe que aquele mundo é tão mortal quanto encantador e que terá de usar toda a sua inteligência para derrotar seus adversários. Exigem vários projetos para levar os livros de Gaiman para o cinema. Um deles, ainda em desenvolvimento, é a adaptação de Coraline. O filme que será produzido pela Pandemonium Films e, distribuído pela Disney, está sendo esperado ainda para este ano.”

Depois (e aos poucos) eu digo o que achei de todos!

Boas Leituras…

MÚSICA DO DIA: EASILY – RED HOT CHILI PEPPERS

Clique no para ouvir.

Boas Leituras…

Rick – meu amado, comprou estes dois livros:

PhotobucketDexter – A Mão Esquerda de Deus
Jeff Lindsay

Descrição:

Dexter Morgan é um educado lobo vestido em pele de ovelha. Ele é atraente e charmoso, mas algo em seu passado fez com que se transformasse numa pessoa diferente. Dexter é um serial killer. Na verdade, é um assassino incomum que extermina apenas aqueles que merecem. Ao mesmo tempo, trabalha como perito da polícia de Miami… Em Dexter, a Mão Esquerda de Deus, o livro que deu origem à aclamada série de TV, o adorável matador depara-se com um concorrente de estilo semelhante ao seu, encanta-se e incomoda-se com ele, prevê seus passos… A escrita requintada de Jeff Lindsay nos faz mergulhar na mente de um dos personagens mais ambíguos da história da literatura de suspense. Nunca o macabro foi tratado com tanto refinamento e leveza. Dexter Morgan é uma obra-prima.

Sou fã do seriado, vocês sabem muito bem disso, aliás, estamos com a terceira temporada em casa pra assistir e a semana que vem já terei os quatro primeiros episódios de Lost também (ansiosa Mode ON), acredito que o livro seja tão bom quanto a série, portanto, já deixo registrado como uma boa leitura recomendada.

E esse eu ganhei de presente:

PhotobucketStonehenge
Bernard Cornwell

Descrição:

Uma combinação perfeita: um dos escritores ingleses mais bem-sucedidos no Brasil escreve sobre um dos mais conhecidos e enigmáticos mistérios do planeta. Como explicar Stonehenge, um enigma tão complexo quanto as pirâmides do Egito? Qual era a finalidade desse círculo de pedras? Todos os anos, milhares de turistas seguem até a planície de Salisbury para tentar entender o grande mistério. Teria o monumento sido erguido pelos gregos? Ou se trata de um templo construído pelos druidas celtas? Bernard Cornwell recria a época da construção do monumento em uma emocionante disputa entre três irmãos pelo poder de sua tribo.

Lembram quando eu falei sobre este livro? Mesmo autor que escreveu “As Crônicas de Artur” (amo) e blábláblá? Está em algum post perdido do ano passado, ganhei de presente do Rick e tenho certeza que este em especial terá um gostinho bem diferente quando eu começar a ler, já que estive bem diante de todo esse mistério que é o Stonehenge na nossa viagem em Agosto. ADORO!!!