Goodbye, Orkut

Google decide de tirar o Orkut do ar neste ano

Há anos que eu já tinha deletado meu Orkut. Mas ao ler essa notícia, confesso que me deu uma pontada de tristeza e saudade. Foi a primeira rede social que participei e quiçá, a mais insana também. O Orkut era assim; com comunidades divertidas e sem finalidade alguma (“pq a Hello Kitty não tem boca?” “Niilismo miguxo”, “dançando e ofendendo”, “cabras não tem muitas ambições” e assim ia…), sem contar os depoimentos (“o que dizer dessa pessoa que…”), os buddy pokes, a sorte do dia, a porcentagem dos gelinhos, carinhas e corações que respectivamente correspondiam ao legal, confiável e sexy que cada pessoa era, a falta de segurança que a rede tinha e vira e mexe algum amigo tinha a conta ou uma comunidade invadida, os “no donut for you” que deixava todo mundo louco quando saia (quase sempre) do ar ou quando no começo de tudo, era até um motivo de agregar valor ao camarote dizer que tinha recebido um convite pra entrar no Orkut e no final – quando tudo já tinha descambado e você resolvia deletar a conta, a palavra “orkutizou” já explicava todo o motivo da saída e ouso em dizer que essa poderia ter até entrado pro dicionário. Eram muitos detalhes e muitas outras coisas que só quem conheceu o Orkut irá entender…

orkut

Acho que boa parte da saudade que o Orkut irá deixar é que diferente de como está o Facebook, o Orkut não tinha cagação de regras, chorumes ou mimimis em proporções épicas como tem hoje. As pessoas eram menos chatas e mais suaves principalmente com as palavras. Aliás, pessoas essas que boa parte, são as mesmas que estavam no seu Orkut e que hoje estão no seu FB, mas que por algum motivo, eram mais legais antigamente – mesmo que, se essas mesmas pessoas teimavam em deixar aquelas imagens em .gif cafonas e piscantes de “passando aqui pra desejar um bom final de semana” no seu scrapbook e que você sempre deixava um recado de aviso já pronto: “leio e depois apago” (eu mesma, fazia isso).

O Orkut tinha as brigas sim, mas em bem menor escala como é hoje no Facebook e por mais que tivesse alguma (ou todas, pensando bem) falha na segurança e falhas em mais um monte de coisas; de alguma forma, a gente se sentia mais feliz e com o coração quentinho no Orkut… Algo que no Facebook, a grande maioria não se sente mais assim porque por muitos motivos que nem vou perder meu tempo em listar, simplesmente encheu o saco de muita gente. Acho que esse breve resumo que dei, é a nostalgia que o Orkut, agora com um fim próximo, causou nas pessoas… A gente era feliz e não sabia, mas não teria uma volta e foi bom enquanto durou na vida cibernética de cada um. Mas sim, vai deixar saudade principalmente porque, por mais insano e sem noção que fosse, o Orkut – ao seu modo – ensinou pra gente o real significado de uma REDE SOCIAL.

Juliana Esgalha Post por