Livro: Como Eu Era Antes de Você

É impressionante como livro é algo tão pessoal no gosto de cada um, mesmo quando a maioria gostou e você não ou vice e versa, né? Confesso que me sinto um alien quando um livro (principalmente os best sellers) cai no gosto da maioria das pessoas, menos no meu… E quando, mesmo que a chance seja remota, o filme acaba sendo melhor que o livro? Céus!!! É algo raro, eu sei… Mas pode acontecer. Semana passada terminei de ler “Como Eu Era Antes de Você” e honestamente – BOMBA! – eu esperava muito mais. =/

Sinopse:

Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

como-eu-era-antes-de-voce

O enredo é bom; tanto pelos personagens principais, como os secundários, a história em si é muito boa também, mas pra mim o que pecou foi a dinâmica da história, – eu achei que faltou muito da autora em realmente me prender. Veja bem, eu sou do tipo que adoooooora um drama, mas sabe quando você começa a ler uma história que está chegando num ponto crucial que você espera ansiosamente e depois que lê, sente que faltou mais emoção? Me senti assim com o livro todo.

Sei que tem gente que vai me achar uma insensível de coração peludo, porque principalmente o final (que também não gostei), eu achei que faltou explorar mais a emoção por parte da autora. Como disse a história é sim boa: envolve amor, amizade, empatia e o direito de escolha que cada humano tem – principalmente porque a base carrega um tema bem complexo e, é exatamente por isso eu achei que Jojo Moyes poderia ter mandado melhor, saca? Em breve terá a estreia no cinema, tem o trailer a seguir pra vocês conferirem e vou dar mais uma chance à história, mas dessa vez na tela, então quem sabe né?

Como citei no começo deste post: livro é algo pessoal, posso não ter gostado o que isso não quer dizer que outras pessoas não irão gostar, ao contrário, a maioria que leu gostou, mas é aquela né, gente? Gosto é igual c*, cada um tem o seu. Vai ganhar só duas xícaras de café:

cafe2-horz22

4 comentários Comentário

  1. Eu li o livro e chorei horrores, talvez tenha sido minha maior ressaca literária, mas…. também achei que faltou um pouco mais da autora, de surpreender mais… Logo no início, já dá meio que pra saber como a história vai se desenrolar, mesmo com o final um tanto quanto diferente…. O cara ficou muito idealizado e a menina é muito bobinha pro meu gosto.
    E o segundo… afff, até fiz resenha porque eu esperava muito mais mesmo!
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com

    Responder
  2. Acontece nas melhores famílias, miga. Talvez por você ter criado uma expectativa muito grande em cima do livro (não sei se viu o trailer antes/durante a leitura), pode ter influenciado. Eu li sem nenhum compromisso, quando terminei soube que havia muitos fãs e tudo mais… acho que isso me libertou da pressão de TER QUE gostar.

    Eu achei lindo, chorei muito… e olha que nem sou do tipo que ama um romance romântico… achei a personagem principal meio chata em certos momentos mas no fim tava apaixonada pelo personagem principal junto com ela… Sofri e tudo. Mas não li a continuação do livro, vamos ver né…

    Responder
  3. Flavio Santos

    Ptz, vi você dando like em uma twittada do Luan Lovato e não acreditei! A blogueira perdida (ou seria eu o perdido). Você ainda tem um blog! Isso é a resistência!
    Abraços!

    Flavio (Gaúcho)
    Santa Maria – RS

    Responder
    1. Juliana Esgalha
      Juliana Esgalha

      nossa eu lembro de vc ahahah, me passa aí seu twitter!!!

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *