Livro: Dois Irmãos, Uma Guerra

“Dois Irmãos, Uma Guerra é a história comovente de dois garotos nascidos em Berlim, em 1920 – um judeu e seu irmão adotivo ariano -, criados como gêmeos por pais judeu-alemães, à sombra do Nazismo. Mas, com a mudança do cenário político, eles acabam em lados opostos durante a Segunda Guerra Mundial – um fazendo parte da Waffen-SS e o outro, do exército britânico – e têm que se confrontar com uma escolha inimaginável, que mudará completamente o destino de ambos. Qual deles sobreviverá? Como irão enfrentar a terrível verdade oculta em seu passado?”

Tão bom que li em menos de 2 semanas. Esse livro entrou pra lista dos melhores que li em 2017. Pra quem gosta de ler sobre a Segunda Guerra Mundial com certeza não vai se decepcionar com esse que na verdade, retrata o final da Primeira Guerra, o começo e todo o desfecho da Segunda. Esse tema pra mim é sempre muito emocionante, não me canso de ler e me horrorizar com as atrocidades e a luta das pessoas pela sobrevivência em tempos tão sombrios. A história envolve a vida de dois irmãos: Paulus e Otto, um deles é adotivo, mas nasceram no mesmo dia e suas duas amigas – Dagmar (judia filha de um milionário) e Silke (alemã filha de empregada) que juntos os quatro formaram o ‘Clube dos Sábados’, mas que tem suas vidas (assim como de seus próximos) drasticamente mudadas com o início da Segunda Guerra.

O livro também conta muito sobre a vida de Wolfgang e Frieda – o casal de alemães judeus que são os pais de Paulus e Otto e é impossível não se emocionar diversas vezes com este livro. ‘Dois Irmãos, Uma Guerra’ me envolveu desde a primeira até a ultima página, sua premissa é muito interessante e é cheio de reviravoltas nas histórias que te faz sentir cada riso, cada lágrima, cada angustia e revolta. É livro maravilhoso, triste, mas belo em sua maneira e arrebatador. Eu tenho certeza que se este livro fosse ambientado pro cinema, daria um incrível filme. Eu gostaria de escrever muito mais, mas sempre tento ao máximo deixar apenas minhas impressões e não os spoilers. É baseado em fatos reais e no posfácio do livro o autor conta e explica em quem se inspirou. Leitura mais que recomendada, entrou pra minha lista de favoritos:

cafe2-horz

“- É realmente um mundo encantador – disse Silke.
– Sim, é – Otto concordou. – Só lamento as pessoas que o habitam”.

1 comentário Comentário

  1. Amei a resenha, com certeza irei ler o livro.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *