22 nov, 2018

Art Journal

Primeiro vamos começar com a pergunta que todo mundo faz:
O que é um Art Journal?

Art Journal, trocando em miúdos, é como se fosse um diário artístico (que você não precisa necessariamente atualizar todos os dias como um diário) e que nele você pode se expressar da forma que quiser: seja escrevendo, desenhando, fazendo colagens ou qualquer outra coisa que a sua imaginação mandar. Por se tratar de um registro pessoal, você é livre para criar nele o que bem entender sem precisar se preocupar com o julgamento alheio, não precisa se preocupar com moldes ou formas de fazer, óbvio que se tratando de algo que estimula a criatividade, é acima de tudo, um ótimo meio para você se expressar artisticamente e emocionalmente e com isso adquirir um autoconhecimento muito grande.

No começo pode parecer meio confuso a ideia (é, eu também achei a mesma coisa), mas conforme você vai criando o hábito e a prática de ter um Art Journal, a mente vai se abrindo e consequentemente você vai soltando mais a imaginação para suas criações pessoais; seja desenhando, fazendo colagens ou simplesmente escrevendo, você é (e deve) ser livre para criar o que quiser. Este aqui é o meu, comecei no ultimo feriado:

Mas o que eu preciso ter para começar um Journal?
Um caderno com folhas brancas. É isso. Existem diversos sites aqui na internet que fazem uns journals/planners (também para os Bullets) super customizados que você compra as brochuras separadamente (pode ser com/sem pauta, pontilhado ou quadriculado), eu comprei o meu do A.Craft que além de ter coisas lindas, no próprio site tem tutoriais e vídeos bem explicadinhos pra você montar o seu journal de acordo com sua escolha: pode ser o bullet (tipo agenda com coisas do dia a dia), pode ser o art, pode ser os dois. Você pode também fazer um Journal Traveling, tipo um diário de viagem mesmo com colagens, registros, fotos, enfim… Acho que deu pra notar que as criações pra isso não tem limites né?

A prática está se tornando cada vez mais conhecida aqui no Brasil, começou com o Bullet (ou Bujo) e está cada vez mais ganhando adeptos nos outros segmentos. O Bullet você também usa a imaginação do jeito que quiser, mas ele é mais voltado para você registrar os afazeres do dia/mês e nele você vai adicionando todos os seus compromissos, a ideia dele é mais voltada a isso, enquanto o Art é simplesmente pra soltar a imaginação, ser livre para fazer o que quiser e foi por isso que escolhi este, até mesmo porque eu já tenho a minha agenda que uso no celular mesmo.

Já é mais que cientificamente provado que a arte promove efeitos super positivos na nossa saúde, inclusive a emocional e o Journaling é uma ótima ferramenta para arteterapia (ou a cura através da arte), eu sou muito a favor de tudo e qualquer coisa que promova qualquer expressão a arte. Está feliz? Triste? Está se sentido criativo? Ou quer apenas ter um espaço pra colocar suas ideias? O Art Journal é um ótimo caminho para isso. Tudo isso promove uma sensação de bem estar, satisfação pessoal, ajuda na ansiedade e é um meio incrível para o autoconhecimento.

O Youtube e Pinterest são os melhores canais para buscar inspirações (minha nossa, tem cada coisa linda!) e foi durante a viagem que olhando despretensiosamente coisas no Pinterest, eu decidi que ter um journal seria algo bem legal pra mim, comprei umas coisinhas de papelaria maravilhosas na Daiso e no ultimo feriado comecei o meu, hoje mesmo pretendo “perder” um tempinho com ele e fazer uns desenhos…

Esse vídeo aqui tem um contexto bem lindinho pro Art Journal, quem ficou com vontade de ter um, esse vídeo já pode servir como inspiração:

P.S. Criei uma categoria Art Journal aqui no blog que pretendo colocar minhas criações (ou pelo menos algumas delas) e postar coisas lindas de achados de papelaria (eu tinha me esquecido do quanto esse mundo é vasto e maravilhoso).

Juliana Esgalha

Tags:

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.