22 nov, 2019

Livro: Eu e Esse Meu Coração

Leah MacKenzie, de 17 anos, não tem coração. O que a mantém viva é um coração artificial que ela carrega dentro de uma mochila. Com seu tipo sanguíneo raro, um transplante é como um sonho distante. Conformada, ela tenta se esquecer de que está com os dias contados, criando uma lista de “coisas para fazer antes de morrer”. De repente, Leah recebe uma segunda chance: há um coração disponível! O problema é quando ela descobre que o doador é um garoto da sua escola – e que supostamente se matou! Matt, o irmão gêmeo do doador, se recusa a acreditar que Eric se suicidou. Quando Leah o procura, eles descobrem que ambos têm sonhos semelhantes que podem ter pistas do que realmente aconteceu a Eric. Enquanto tentam desvendar esse mistério, Matt e Leah se apaixonam e não querem correr o risco de perder um ao outro. Mas nem a vida nem um coração transplantado vem com garantias.

Leah MacKenzie é uma jovem de 17 anos que carrega um coração artificial e precisa de um transplante. Ela é a nossa protagonista principal e uma personagem super cativante. Pela sinopse já dá pra perceber que Leah recebe o coração de Eric, irmão gêmeo Matt, após um suposto suicídio. Matt não acredita na possibilidade de suicídio e junto com Leah – que está com o coração de Eric, ambos irão atrás da verdade.

O livro aborda diversos temas: a dor do luto e a importância do amor em família nessas horas. A percepção de Leah sobre o fato de estar a beira da morte e de repente tudo mudar ao conseguir um coração de verdade – eu achei essa questão em especial muito interessante porque há todo o aspecto do antes e depois do transplante que acredito que muitas pessoas nessa situação devem passar. De estar viva, mas graças a uma pessoa que morreu. De como começar a ter esperanças, planos para o futuro e uma vida normal, quando praticamente tudo já estava perdido. E no caso de Leah tudo isso é bem mais complexo pois ela está como coração do irmão de seu namorado cuja a morte ainda é um mistério. Há uma pegada espiritual – de sonhos e sentimentos que o transplantado sente que não são seus, mas sim do doador e isso deu um toque muito mais sublime a história, mesmo tendo algo tão pesado de um possível assassinato como pano de fundo na trama. Sem contar as questões familiares, amor, perdas e recomeços…

— “Não tenha medo de se arriscar. De ganhar ou de perder. É disto que a vida é feita: escolhas.”

Eu adorei a escrita da autora! A história é narrada em primeira pessoa por Leah e em terceira pessoa por Matt. Logo nas primeiras páginas você já se envolve prontamente com a trama, dá pra notar que foi um livro escrito com muita emoção e amor, pois a autora se inspirou no marido que passou por um transplante de rim. Os personagens que ela criou, apesar de adolescentes, são bem maduros. “Eu e Esse Meu Coração” é uma história bem young adults, que nos faz de uma maneira bem envolvente, refletir em muitas coisas e se colocar no lugar dos personagens de uma maneira bem empática. Eu amei esse livro. 5/5 xícaras:

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Juliana Esgalha

Tags:

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.