16 out, 2019

Livro: Por Toda a Eternidade

Tully Hart é uma mulher ambiciosa, movida por grandes sonhos que, na verdade, escondem as lembranças de um passado de abandono e dor. Ela acredita que pode superar qualquer coisa ao esconder bem fundo os sentimentos de rejeição que carrega desde a infância… Até que sua melhor amiga, Kate Ryan, morre. Então, tudo começa a mudar para Tully, que se vê escorregando em um precipício cheio de memórias melancólicas e remédios para dormir…

Dorothy Hart — ou Cloud, como era conhecida nos anos 1970 — está no centro do trágico passado de

Tully. Ela abandonou a filha repetidas vezes na infância. Até que as duas se separaram de uma vez por todas. Aos dezesseis anos, Marah Ryan ficou devastada pela morte da mãe, Kate. Embora seu pai e seus irmãos se esforcem para manter a família unida, Marah transformou-se numa adolescente rebelde e inacessível em sua dor. Tully tenta aproximar-se de Marah, mas sua incapacidade para lidar com os sentimentos da afilhada acaba empurrando a menina para um relacionamento infeliz com um rapaz problemático.

A vida dessas mulheres está intimamente ligada, e a maneira como elas vão rever seus erros e acertos constrói um romance comovente sobre o amor, a maternidade, as perdas e o novo começo. Onde há amor, há perdão…

Esse livro é o segundo e o ultimo da história de Firefly Lane. O primeiro eu fiz a resenha anteriormente e havia dito que achei algumas partes um pouco maçantes porque achei que faltou um pouco mais de emoção na história, o que vale lembrar que não é comum pros livros de Kristin Hannah. “Por Toda a Eternidade” foi muito melhor, a história continua após a morte de Kate e intrinsecamente as vidas de Tully, Kate, Marah (filha de Kate) estão intimamente interligadas.

Marah é a filha da Kate e Johnny – a adolescente insuportável que eu citei no primeiro livro e que até a metade deste segundo fica ainda mais detestável. Sério. Por tantas vezes ela foi tão cruel e tão egoísta com quem a amava que nem a justificativa da morte da mãe serviu pra explicar as atitudes e as consequências de suas escolhas, é por isso que o livro aborda muito bem essa questão sobre o perdão. Sobre como cada um lida de uma forma diferente em relação ao luto e é uma forma de pensar em como nós somos em relação aos outros no decorrer da vida, principalmente a quem é muito próximo. Também me simpatizei muito mais de Tully neste livro (também pudera né? ela toma no c* do inicio ao fim da história, coitada ehehe).

Eu gostei muito a narrativa que Kristin usou dessa vez; intercalando a narrativa da autora com a de Tully – após um episódio que acontece logo no começo do livro e que foi uma ótima forma de deixar a história muito mais emocionante. Por Toda a Eternidade é um romance que vai te contar uma história carregada de dramas e vai te falar sobre as perdas, (novamente) a amizade (inclusive além da vida), arrependimentos, escolhas, consequências e principalmente as segundas chances e os recomeços – nos mostrando, principalmente, que nunca é tarde para se fazer o certo com quem amamos.

Eu fiquei muito tocada com a parte da história de Dorothy (ou Nuvem) – mãe de Tully porque pra quem leu só o primeiro livro vai detestar a personagem do inicio ao fim, mas nesse segundo há todo um pano de fundo bem detalhado de como foi a vida dela e porque das atitudes e escolhas (não necessariamente) erradas.

Em suma, é mais uma história de Kristin Hannah que nos mostra o amor é capaz de superar qualquer obstáculo! 5/5 xícaras:

Juliana Esgalha

Tags: ,

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.