08 mar, 2018

Dia Internacional da Mulher e Livros Escritos por Mulheres

No Dia Internacional da Mulher – nesse dia especificamente – acontece dentro de nós mulheres, um misto estranho de alegria e tristeza ao mesmo tempo. Talvez no mundo como hoje, até mais de tristeza, infelizmente. É uma data que assim como em todos os dias sempre nos lembramos de mulheres incríveis e todos os feitos criado por elas, lembramos de nós também e de todas as nossas que nos rodeiam: mães, avós, amigas, irmãs, tias… Mulheres fantásticas que contribuíram e ainda contribuem para um mundo melhor e mais igualitário; seja na ciência, literatura, música, arte, no nosso dia a dia, enfim, em TUDO. Mas é ao mesmo tempo triste quando a gente se depara na quantidade absurda de mulheres que são assassinadas, mutiladas, humilhadas, estupradas, esquecidas e injustiçadas só pelo fato de terem nascido MULHERES. E só sendo mulher pra entender como isso é assustador, então hoje é um dia não necessariamente de comemoração. O mundo precisa evoluir em muita coisa ainda, muita mesmo e digo isso mais no sentido moral da palavra, ser mulher é uma luta diária e não estamos sozinhas nisso.

Mas hoje eu quero dar a minha contribuição positiva e pra esse dia não passar em branco aqui no blog e servir como inspiração à todos, resolvi fazer um post de livros que li escritos unicamente por mulheres e que tem um pouco de tudo: romances, feminismo, ficção, fantasia, autobiografias, relatos, diários, guerras… Todos eles são histórias fantásticas e emocionantes, não há ordem de preferidos ou de leitura, cada link tem a sinopse da história que decidi ir sempre atualizando esse post conforme eu for lendo, então se inspire, leia mulheres:

As Brumas de Avalon – Marion Zimmer Bradley
O Incêndio de Tróia – Marion Zimmer Bradley
Entrevista Com o Vampiro – Anne Rice
Assassinato no Expresso Oriente – Agatha Christie
O Diário de Anne Frank – Anne Frank
Livre – Cheryl Strayed
A Lista de Brett – Lori Nelson Spielman
Os Três – Sarah Lotz
A Terra Inteira e o Céu Infinito – Ruth Ozeki
Inverno da Manhã – Janina Bauman
Eu Sou Malala – Malala Yousafzai
A Garota no Trem – Paula Hawkins
Nujeen – Nujeen Mustafa
3096 Dias – Natascha Kampusch
Mulheres Sem Nome – Martha Hall Kelly
A Guerra Não Tem Rosto De Mulher – Svetlana Aleksiévitch
Garota Exemplar – Gillian Flynn
A Ponte Invisível – Julie Orringer
Diga aos Lobos Que Estou em Casa – Carol Rifka Brunt
Uma Pequena Casa de Chá em Cabul – Deborah Rodriguez
O Rouxinol – Kristin Hannah
Orgulho e Preconceito – Jane Austen
Razão e Sensibilidade – Jane Austen
Emma – Jane Austen

Eu devo fazer um adendo: estou apaixonada e obcecada por Jane Austen. É ela que tem me inspirado ultimamente, não canso de escrever sobre Jane Austen aqui e sempre dizer que ela foi uma mulher muito a frente do seu tempo, portanto, pra terminar, vou deixar aqui a mulher que pra mim, mesmo após 200 anos, é a mais girl power da literatura:

“Eu odeio ouvir você generalizando as mulheres como se todas fôssemos damas de classe e não criaturas racionais. Nenhuma de nós quer passar o resto de nossas vidas em águas calmas” – Jane Austen em Persuasão

Juliana Esgalha

Tags: ,

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.