04 jun, 2018

Sobre meus bordados

Recentemente resolvi colocar em prática algo que estou aprendendo e que além de gostoso, está sendo super terapêutico pra mim: BORDAR. Eu já estava com isso em mente desde o ano passado, mas só agora coloquei em prática e tudo que me ajude e me incentive a ficar cada vez mais longe de internet (principalmente quando estou em casa porque no trabalho não tem jeito mesmo), da televisão (isso significa fugir de todo e qualquer tipo de notícia ruim) e que me dê qualquer tipo de satisfação, eu acho mega válido.

Já estava pensando nisso, mas foi com os bordados lindos que o Paulo começou a fazer que eu decidi de uma vez por todas tomar vergonha na cara e por a mão na massa também. Por orientação dele que me deu um norte de onde começar, eu comprei o básico de linhas, agulhas e acessórios numa loja de armarinhos aqui perto do trabalho e comecei a treinar com os tutoriais de bordados para iniciantes do Clube do Bordado. YouTube é um paraíso pra começar a aprender praticamente qualquer coisa que se queira, a ultima coisa que tinha aprendido alí, até então, era como lixar e amaciar paredes com massa corrida de uma maneira bem mais descomplicada. Enfim… Eu quis aprender os primeiros pontos do bordado livre porque eu sou apaixonada/louca por esses bordados mais contemporâneos que são criados hoje em dia, principalmente os de cunho mais feminista que muitas meninas criam. Meu primeiro bordado foi esse aqui:

Claro que eu fui super óbvia e escolhi a silhueta icônica de Jane Austen pro meu primeiro bordado (e também porque eu achei que não seria difícil de fazer pra um começo). Não ficou nada espetacular, mas pra quem nunca fez nenhum tipo de bordado na vida, até que ficou apresentável. Aí eu continuei e como dizem que é a pratica que leva a perfeição, acho que a passos tímidos fui dando uma melhorada:

Particularmente eu gosto muito mais dos desenhos que não são convencionais ao que nossas avós faziam, então quanto mais diferente ou contemporâneo, mais eu gosto e mais me encanta. O Pinterest é um reduto incrível pra pegar essas ideias, tem coisas maravilhosas lá:

Ainda falta mais um monte de pontos pra eu aprender, só tive tempo até o momento de aprender dois e agora estou aprendendo o ponto de preenchimento e quero aprender outros lindos que já andei dando um bizu por aí. Nesse final de semana eu estou indo para Porto Alegre, vou encontrar uma amiga querida que a internet me deu e estou terminando um que vou dar de presente pra ela. Com tudo isso acabei descobrindo um novo hobbie e Rick embarcou nessa também e está bordando junto comigo ahahahahaha e olha, está sendo algo TÃO prazeroso e relaxante que, quando quero me desligar de tudo – se não escolho pegar os livros, eu acabo indo bordar. Dizendo assim parece que eu já sou uma senhora de 73 anos ahahhahha, mas a gente vive hoje em dia num mundo tão acelerado que constantemente precisamos nos munir de coisas que ocupam a nossa mente e o tempo livre de uma maneira mais positiva, só assim mesmo pra não enlouquecer. E conforme meus avanços e criações eu pretendo ir postando aqui, se tudo for em um ritmo que eu consiga manter, eu vou criar uma tag só para bordados aqui no blog.

Mas qual a moral da história que eu quero passar com tudo isso?
Além de ser uma dica ótima de exercício pro cérebro, uma terapia relaxante e além de tudo – mesmo você achando que não tem o mínimo de talento pra isso (como o meu caso) – saber que consegue criar SIM coisas lindas, é uma válvula de escape também pra gente ficar longe de tudo aquilo que as vezes sabemos que não nos faz bem, mas que mesmo assim nos mantém presos: seja numa internet, numa televisão ou até mesmo no mundo lá fora. Isso vale pra qualquer coisa: aprender a bordar, começar a se exercitar ou fazer um curso que você sempre quis. Não importa o que seja, mas acredito que sempre e cada vez mais temos que nos cercar de coisas boas e SEMPRE fazer aquilo que nos faz bem. Eu descobri mais uma. 🙂

Juliana Esgalha

Tags:

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4 Comentários

  • Avatar
    Tati
    junho 17, 2018

    Esse post veio numa boa hora! Tô há um tempinho pensando que acho muito fofos os bordados ~contemporâneos, e você me deu um gás pra tentar hahaha (nem sabia desse canal no Youtube, que maravilha!!!). Tenho certeza que sua amiga vai adorar o presente, é sempre bonito quando alguém dedica seu tempo e atenção em algo manual para nos dar, né? Nha ❤

    • Juliana Esgalha
      Juliana Esgalha
      junho 18, 2018

      ah que bom, Tati, fico feliz, começa sim, bordar é muito gostoso!! é um tempo que vc dedica à algo que além de prazeroso faz um bem danado a si mesmo. se começar me conta? beijo

  • Avatar
    Mel
    junho 04, 2018

    Aah que lindo…
    Eu amo fazer ponto cruz… Fiz muitos bordados na gravidez e após meu acidente… Creio que teria enlouquecido nos 3 anos de molho se não fossem os bordados… Acalma a mente acelerada com certeza… Aliás vc me trouxe de volta a vontade de bordar. Vc e seu jeito único de nos trazer idéias lindas e saudáveis pra vida. Obrigada Juuuu

    • Juliana Esgalha
      Juliana Esgalha
      junho 18, 2018

      bordado acalma mesmo, eu que o diga! rs