02 jan, 2019

Meus Livros Lidos em 2018

2018 foi um ano maravilhoso pra mim no mundo da leitura. Eu consegui ultrapassar a minha meta de livros e o que mais amei foram as escritoras que se tornaram tão íntimas minhas como Jane Austen, Emily Brontë Kristin Hannah e Chimamanda Ngozi e que acabaram se tornando as minhas preferidas também. Essas especialmente transformaram o meu mundo e me levaram pra muitos lugares em outros mundos, com outras vidas e outras histórias. Eu me vi submersa especialmente com os clássicos por sugestão até mesmo do marido que dizia “mude um pouco seu estilo de leitura, já que você está lendo tanto” e foi aí eu decidi me jogar primeiramente nos clássicos com a única ressalva de que começaria por escritoras mulheres.

Daí comecei por Jane Austen e me apaixonei pelos seus livros assim como me apaixonei pela mulher tão a frente do seu tempo que ela foi. Tanto que ainda não li todos, porque estou querendo “economizar” e ler seus livros restantes agora em 2019. Depois eu fui pras irmãs Brontë, mais precisamente com a Emily e Charllote em Jane Eyre, mas posso dizer que sem duvida alguma “O Morro dos Ventos Uivantes” foi o livro do ano pra mim, quiçá, o melhor livro da minha vida!!!

E engraçado né? Há anos eu tenho esse livro, há anos ele estava lá na minha estante adormecido e me esperando, mas sempre eu ia deixando ele pra depois, escolhia outro e depois outro e quando decidi finalmente ler e terminei a história eu fiquei tão impactada, tão louca com Heathcliff e Cathy que a primeira pergunta que me fiz foi: “Por que eu não li essa história antes?”

Mas se tratando de literatura eu acho que é isso: é muito livro pra pouca vida. A gente quer ler muita coisa e tem tanta coisa pra ler que as vezes, nem sabemos ao certo qual escolher pra aquele momento. Ainda bem que histórias não tem prazo de validade e talvez esse foi o meu melhor momento quando entrei especialmente nessa história de Emily Brontë porque me apaixonei perdidamente, assim como em “Orgulho e Preconceito”, “Persuasão”, “O Grande Gatsby” (minha nossa, que ensinamento) e principalmente me encontrei com as escritoras da atualidade como Chimamanda Ngozi – que é uma mulher fantástica e uma revelação maravilhosa na literatura – “Hibisco Roxo” é uma obra, pra dizer o mínimo: impactante! Não tem como não se emocionar e estou com os outros dela pra ler agora em 2019. Teve Kristin Hannah que já havia lido suas histórias em outros anos e me apaixonei por mais um dela então agora eu decidi ler todas as suas obras, tanto que atualmente estou lendo “Jardim de Inverno” dela e que logo entra a resenha aqui.

Li na grande maioria do ano em casa, deitada na minha cama, rodeada de gatos como já é um grande hábito meu, mas também li na praia, viajando de ônibus, na rede, dentro da barraca aonde acampei, na piscina do hostel, sentada na espera do embarque e vou guardar esses lugares no meu coração também, assim como guardo todas as histórias que leio. Esse ano eu li muito mais mulheres, li pouquíssimos escritores homens (embora eu tenha lido alguns muito bons), mas 2018 posso dizer que foi o ano das escritoras mulheres pra mim, muitas elas das quais se tornaram as minhas preferidas e que quero lê-las muito mais agora em 2019.

E você, qual livro está lendo ou qual pretende ler em 2019?

Juliana Esgalha

Tags:

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.